top of page

Sonho de disputar a Libertadores vai ficando mais difícil para o Galo

Depois das eliminações na Copa do Brasil, para o Flamengo, e na Libertadores, para o Palmeiras, restou ao Atlético o Campeonato Brasileiro. Mas, sob o comando do técnico Turco Mohamed, o Galo já vinha mal na Série A. Desde o último jogo com o treinador argentino (empate em 1 x 1 contra o Cuiabá), já foram 4 derrotas, um empate e apenas uma vitória - um aproveitamento de apenas 22,22%.

Nesse período, o Palmeiras ampliou sua vantagem na liderança e hoje está 14 pontos à frente do Atlético (50 x 36). Como o título ficou muito difícil, o que resta ao time de Hulk e companhia é conquistar uma vaga para a Libertadores de 2023. Só que os resultados ruins, a cada rodada, vão inviabilizando também esse objetivo.


Hoje, o Galo é o sétimo colocado, com 36 pontos, e nesta última rodada viu Corinthians (4º) e Internacional (5º) chegarem a 42 pontos, seis de vantagem. O Athletico-PR (6º) tem 39 e se manteve com 3 pontos a mais. Seis equipes se classificam para a Libertadores: as quatro primeiras vão direto para a fase de grupos, e as outras duas têm que passar antes pela fase de qualificação.

Depois de brilhar em 2021, quando conquistou o Mineiro, o Brasileiro e a Copa do Brasil, a expectativa por mais um ano vitorioso do Atlético era enorme, principalmente entre os torcedores. Com a rotina de maus resultados, uma frase que resume a situação do clube passou a ser manchete, em todos os sites, depois das entrevistas de dirigentes, treinador e jogadores: “Libertadores é obrigação”.

O presidente Sérgio Coelho falou que, em futebol, tudo é possível. “Já tivemos situações quase irreversíveis e foram revertidas. Enquanto tiver esperança, a gente vai lutar para conseguir a melhor colocação. É possível ser campeão ainda, mas sabemos que é muito remota essa possibilidade. É uma obrigação nossa estar na fase de grupos da Libertadores. É a meta”.

No último domingo, foi a vez de Cuca: “Nós temos a obrigação de ir pra Libertadores, a gente vai lutar por ela até o final, mas esse momento de instabilidade, incerteza, insegurança, principalmente que o jogador vive, ele passa”.

Nos planos da diretoria atleticana para 2022, não constava, em nenhuma hipótese, que o time pudesse ficar fora da competição internacional, principalmente porque a Libertadores seria um dos grandes atrativos para a inauguração da Arena MRV, prevista para 2023. Os jogadores sabem disso, como deixou claro Alan Kardec, autor do gol da única vitória da era Cuca. “Nós sabemos que temos a inauguração da Arena no ano que vem, sabemos da responsabilidade. E nós sabemos que essa Libertadores acaba se tornando algo inegociável”.

De acordo com o Departamento de Matemática da UFMG, a chance de o Galo se classificar para a Libertadores é hoje de 7,4%, bem menor que a dos clubes que estão à frente na tabela de classificação: Palmeiras (98,8%), Flamengo (73,7%), Fluminense (61,7%), Internacional (57,9%), Corinthians (56,7%) e Athletico-PR (30,4%)

O artilheiro Hulk reconheceu a má fase do Atlético e disse que todos estão tentando reverter essa situação o mais rápido possível. “Pelo que a gente vem trabalhando, pelo caráter dos jogadores,não deveríamos estar sofrendo tanto. Estamos fazendo de tudo para voltar a ganhar títulos e voltar a comemorar. Hoje a gente tem que olhar com toda humildade do mundo para a Libertadores”.




Comments


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page