top of page

River Plate x Atlético: prováveis escalações e como acompanhar ao vivo o jogo pela Libertadores

O Atlético chega aos 100 jogos na Copa Libertadores diante do River Plate, da Argentina, nesta quarta-feira (11), às 21h30, no Estádio Monumental de Núñez, em Buenos Aires, no duelo de ida pelas quartas de final, comandado pelo personagem que mudou a história do clube na competição, o técnico Cuca.



O treinador chegou à Cidade do Galo em 2011 para salvar o Atlético do rebaixamento à Série B. Saiu em 2013 como campeão da América. Na temporada 2012, garantiu a vaga na competição internacional com o vice-campeonato brasileiro e o melhor futebol do torneio.

Antes daquela estreia inesquecível diante do São Paulo, com a vitória por 2 a 1, no Independência, em 13 de fevereiro de 2013, o Galo tinha 33 jogos na Libertadores e quatro edições disputadas (1972,1978, 1981 e 2000). Desde então, já entrou em campo 66 vezes pelo torneio, exatamente o dobro.

Além disso, das últimas nove edições, contando a atual, sete contaram com o Atlético. E o ponto de partida para essa era internacional na história alvinegra foi o título do time de Cuca em 2013.


Bicampeonato

O desafio agora é tentar levantar novamente a taça. Depois de passar pelo tradicional Boca Juniors, nas oitavas, a tarefa é encarar o outro gigante argentino.

Para o duelo de ida, Cuca faz mistério e pode até mudar o esquema de jogo do seu time, adotando o 3-5-2, que já foi usado em algumas partidas da temporada, mas não é a forma de jogar mais frequente.

Neste caso, Nathan Silva e Junior Alonso, que estão confirmados, ganhariam a companhia de Réver. As alas são de Mariano e Guilherme Arana, que volta ao time após a conquista da medalha de ouro na Olimpíada do Tóquio.

No meio, o volante Allan e o meia Nacho Fernández, que reencontra o River Plate, de onde saiu no início do ano para reforçar o Atlético, são presenças certas.


Se Cuca optar por três zagueiros, Tchê Tchê e Jair brigam por uma vaga, com Zaracho correndo por fora, mas com menos chances, pois está voltando de contusão.

Outra opção do treinador seria escalar um time mais ofensivo, com o chileno Eduardo Vargas formando um trio no ataque com Savarino e Hulk.

Dúvidas

No River Plate, o técnico Marcelo Gallardo também tem dúvidas. No setor defensivo, o lateral-direito Montiel, campeão da Copa América com a seleção da Argentina no mês passado, está machucado, assim como o zagueiro Pinola. Casco e David Martínez serão seus substitutos, respectivamente.

Na frente, Matías Suárez, que retorna de lesão, não tem presença confirmada. Se ele ficar como opção no banco de reservas começa a partida outro campeão da Copa América, o jovem Julián Álvarez, mais uma promessa millonaria.


A partida de volta entre Atlético e River Plate será dia 18 de agosto, às 21h30, no Mineirão. Quem se classificar encara nas semifinais o vencedor do confronto entre Palmeiras e São Paulo.

A ficha do jogo

RIVER PLATE Armani; Casco, Paulo Díaz, David Martínez e Angileri; Zuculini, Enzo Pérez, De La Cruz e Carrascal; Matías Suárez (Julián Alvarez) e Braian Romero. Técnico: Marcelo Gallardo.

ATLÉTICO Everson; Nathan Silva, Réver e Junior Alonso; Mariano, Allan, Jair (Tchê Tchê), Nacho Fernández e Guilherme Arana; Savarino e Hulk. Técnico: Cuca.

DATA: 11 de agosto de 2011 HORÁRIO: 21h30 ESTÁDIO: Monumental de Núñez CIDADE: Buenos Aires MOTIVO: Jogo de ida pelas quartas de final da Copa Libertadores

ARBITRAGEM: Jesus Valenzuela, auxiliado por Tulio Moreno e Lubin Torrealba, todos da Venezuela VAR: Jhon Ospina (Colômbia)




Comments


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page