Galo vence o Del Valle, se classifica, e bate recorde na Copa Libertadores

O Atlético fez seu dever de casa, e bem feito, na noite desta quinta-feira (19). O time mineiro venceu o Independiente del Valle por 3 a 1 no Mineirão e se garantiu nas oitavas de final da Copa Libertadores, com uma rodada de antecedência. De quebra, o clube ainda chegou ao seu 18º jogo sem perder na competição, batendo o recorde anterior, que era de Flamengo e Sporting Cristal.

Os dois primeiros gols atleticanos foram marcados por ele, Hulk, o artilheiro do Gigante da Pampulha pós-reforma (38), do Galo na temporada (18) e o segundo maior fazedor de gols do time na Liberta (10), um atrás de Jô; e os dois tentos dele no confronto foram com passes do volante Allan. O terceiro e considerado o mais bonito foi feito por Savinho, uma das maiores promessas do time com apenas 18 anos – ele entrou no segundo tempo e, próximo ao apito final, cortou para a esquerda e chutou no ângulo, para o delírio da Massa. Willian Vargas diminuiu para o Del Valle.

Com este resultado, o Atlético permanece em primeiro do Grupo D, com 11 pontos, 3 à frente do Tolima, adversário da semana que vem. Isso significa que a posição não está garantida, já que, em caso de derrota para os colombianos por pelo menos três gols de diferença em Belo Horizonte, seria ultrapassado – algo improvável de acontecer.


Por outro lado, o Del Valle fica em terceiro, com 5 pontos. Para ir às oitavas, a equipe precisa que o Galo derrote o Tolima, além de vencer o América em Quito. Se permanecer nesta posição, nem tudo está perdido: time garante vaga nas oitavas de outro torneio, a Sul-Americana.

PUBLICIDADE

O jogo

Apesar de já começar o jogo mantendo a posse de bola, o Atlético não era tão agressivo nos primeiros minutos de jogo. Proposta de Turco Mohamed eram mais os ataques em velocidade, o que acabou dando certo já aos 8. Após trabalho em equipe, o volante Allan deu bom passe para Hulk na entrada da área, que já dominou tirando do zagueiro e tocou de esquerda tirando do goleiro: Galo 1 a 0.

Depois disso, a partida foi mais ou menos a mesma – alvinegro esperando os equatorianos para aproveitar os contra-ataques, principalmente com Ademir e Nacho para acionar a dupla de ataque, que também contava com Eduardo Sasha. Saídas de bola do goleiro Rafael – que substituiu Everson, com Covid-19 – assustavam, principalmente com bolas tocadas no meio.

Mesmo tendo metido a bola na trave antes dos 15 minutos, foi somente após os 30 que o Del Valle conseguiu chegar mais à área adversária e oferecer perigo constantemente, com jogadas mais pelo lado esquerdo – Sornoza, ex-Corinthians e Fluminense, era um dos mais agressivos. Mas a primeira etapa permaneceu assim.


No segundo tempo, a estratégia foi a mesma: recuo atleticano para sair rápido e pegar os adversários no contrapé. Porém, os equatorianos pareciam ter voltado mais focados para isso e se arriscaram menos no ataque, para evitar exposição. Mas não valeu de nada.

Logo aos 11 minutos, filme repetido: passe de Allan e gol de Hulk, mas, dessa vez, foi ainda mais bonito. O volante lançou a bola ainda no campo de defesa; o atacante recebeu sozinho, de frente para o goleiro, e bateu por cima do arqueiro para o fundo das redes, do jeito que ele gosta e sabe fazer. Galo 2 a 0.

O Del Valle sentiu o baque – equipe parece ter desistido de conseguir mais algo na partida. Porém, no momento em que o treinador mandante começou a fazer substituições para evitar desgaste, os visitantes aproveitaram: aos 36, em bate-rebate na área, o lateral-direito Vargas chutou para o fundo do gol e diminuir, o que colocou fogo no jogo. Mas parecia ser tarde demais.


O Atlético se fechou mais, usou de sua experiência em jogos desse tipo e conseguiu segurar o resultado para continuar tranquilo em busca da "Glória Eterna". Placar este que ainda foi alterado com o jovem Savinho, que deixará o Brasil em breve: aos 50 minutos, no canto da área, ele cortou para a esquerda (a perna boa) e bateu no ângulo, para fechar o jogo em festa e um 3 a 1.

FICHA TÉCNICA

O quê: Atlético x Independiente del Valle

Motivo: 5ª rodada da fase de grupos da Copa Libertadores

Onde: Mineirão, em Belo Horizonte

Quando: quinta-feira, 19 de maio de 2022, às 19h (de Brasília)

Atlético: Rafael; Guga (Réver), Nathan Silva, Junior Alonso e Guilherme Arana; Allan, Jair (Otávio), Nacho Fernández (Calebe) e Ademir (Savinho); Eduardo Sasha (Mariano) e Hulk. Técnico: Turco Mohamed

Independiente Del Valle: Moisés Ramírez; Richard Schunke, Luis Segovia e Joel Ordoñez; Willian Vargas, Jhoanne Chávez (Beder Caicedo), Cristian Pellerano (Ayoví), Fernando Gaibor (Ortiz), Billy Arce (Marco Angulo) e Junior Sornoza; Jonatan Bauman (Cristopher Angulo). Técnico: Renato Paiva

Arbitragem: Esteban Ostojich (URU); Pablo Llarena (URU) e Santiago Fernández (URU)

Gols: Hulk (8' 1ºT), Hulk (11' 2ºT) e Savinho (50' 2ºT); Willian Vargas (36' 2ºT)

Cartões amarelos: Nathan Silva, Eduardo Sasha e Savinho; Segovia

Público: 28.873

Renda: R$ 1.442.491,63



Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square