top of page

Em momentos bem distintos, Cruzeiro e Atlético se enfrentam pela 3ª vez em uma segunda-feira


O Cruzeiro recebe o Atlético nesta segunda (13), às 20h, no Independência, para o primeiro grande clássico entre os times no ano. Eles chegam ao duelo em momentos completamente distintos após os quatro primeiros jogos na temporada. Depois de dominar a Série B em 2022 e ser campeão da competição com o ótimo trabalho de Paulo Pezzolano, o torcedor do Cruzeiro esperava que 2023 fosse um ano ainda melhor, de uma afirmação do time. Mas não é isso que está acontecendo. Com uma nova reformulação do elenco, buscando subir de patamar, a Raposa começou a temporada vencendo, fora de casa. No entanto, não triunfou nos três últimos jogos, tendo perdido o clássico contra o América e o último jogo, em casa, para o Pouso Alegre. A partida contra o Pouso Alegre foi considerada por Pezzolano a pior dele no comando do Cruzeiro. O time saiu de campo vaiado e com gritos de “pipoqueiros”. Ou seja, a Raposa chega para o clássico bastante pressionada, buscando uma reabilitação. Uma derrota amplia ainda mais a crise cruzeirense, mas o lado positivo é que uma vitória no clássico pode ser justamente o que o clube precisa neste momento. Do outro lado, após um 2022 decepcionante, o Atlético mudou algumas peças para 2023, incluindo o treinador. Eduardo Coudet chegou, junto a outros jogadores, trazendo esperança de um novo ano especial para o alvinegro, assim como 2021. O Galo venceu os quatro primeiros jogos na temporada e vem embalado. No último jogo, contra o Democrata-SL, o Atlético fez sua melhor atuação na temporada, vencendo por 3 a 0. O time mostra evolução a cada jogo e parece estar começando a se entrosar dentro do que Coudet pede. Uma vitória mantém a sequência do Galo e dá ainda mais ânimo, no entanto, uma derrota pode atrapalhar essa evolução. O destaque do Atlético, e do Campeonato Mineiro, até o momento, é o atacante Hulk. Com dois dobletes na temporada (partidas que se marca dois gols) e um gol e uma assistência no outro jogo. O super-herói alvinegro é o artilheiro da competição. Na estreia, ele marcou dois gols de pênalti, no segundo, ele decidiu no fim e no último confronto do Galo, marcou dois gols de falta. Vale lembrar que na última partida contra o Cruzeiro, na final de 2022, ele também deixou seu doblete anotado. Em resumo, o clássico, que já tem um peso grande em relação a outros jogos, terá um peso ainda maior. Para o Atlético, vale a primeira validação de um novo trabalho, que já mostra potencial. Para o Cruzeiro, vale a fuga de uma crise, que seria a primeira sob o comando de um treinador já consolidado no clube.

Jogo na segunda-feira Esta será a terceira vez que os times se enfrentarão em uma segunda-feira. Na primeira oportunidade, em 1947, o Atlético foi o vencedor em um amistoso do feriado de Tiradentes. A partida terminou em 2 a 1, com gols de Lêro e Carlyle para os atleticanos, e Abelardo balançou as redes para os cruzeirenses. O segundo jogo aconteceu no Estádio do Jacaré, em Sete Lagoas.no feriado de 12 de outubro de 2009. Na época, Cruzeiro e Atlético-MG se encontraram pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. A Raposa saiu vitoriosa da partida com um golaço do atacante Wellington Paulista.




Comments


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page