top of page

Defesa Civil alerta sobre possibilidades de Cabeça D’Água neste período chuvoso


Presença significativa de folhas no leito, aumento do volume de som de cascata e mudança repentina na cor da água são principais indicativos da ocorrência do fenômeno

Cabeça D’Água é o fenômeno natural de aumento rápido e repentino da água em cachoeiras, rios e lagos, devido às chuvas intensas nas cabeceiras ou em trechos mais altos destes cursos d’água, representando um grande perigo para os banhistas. E como o clima típico de final de ano é de dias muitos quentes e de pancadas de chuvas no mesmo período, torna-se comum a procura desses lugares por um número significativo de pessoas. Em Itaúna, assim como em outras cidades da região e do Estado, é comum este tipo de registro.

Atentas ao comportamento dos banhistas e às condições meteorológicas previstas para os próximos dias, a Defesa Civil e as forças de segurança e de salvamento fazem um alerta:


- Evite frequentar estes locais em períodos chuvosos;

- Se optar por ir, não vá sozinho e comunique seu destino;

- Prefira locais com a presença de guarda-vidas;

- Pesquise sobre as condições meteorológicas na região no período pretendido.


Os principais sinais da probabilidade de ocorrência da Cabeça D’Água são a presença de quantidade significativa de folhas no leito do rio, cachoeira ou lagoa; aumento do volume de som de cascata; mudança repentina na cor da água, dentre outros. Ao notar a presença destes indicativos saia imediatamente da água e procure um local seguro para se abrigar. Em 2020, três pessoas foram vitimadas por este tipo de evento em Guapé/MG. A situação voltou-se a repetir em 2021, com três novas vítimas, desta vez em Capitólio/MG, ocasionando ferimentos graves em vários envolvidos.





Comments


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page