top of page

Cruzeiro irá a CBF reclamar de arbitragem do jogo contra o CRB pela Série B do Brasileiro

O Cruzeiro vai reclamar formalmente na Confederação Brasileira de Futebol (CBF) da atuação da equipe de arbitragem que trabalhou no jogo entre a Raposa e o CRB, na noite deste domingo (6), pelo Campeonato Brasileiro da Série B. O time azul reclama de lances na qual a equipe teria sido prejudicada.


Um dos lances é a não validação de um gol quando o CRB vencia por 3 a 2. Após cruzamento para a área, o goleiro saiu mal, a bola bateu no rosto de Gum e Frazan cortou em cima da linha. Mas a imagem da TV deu a forte impressão de que a bola entrou.

O Cruzeiro vai até a CBF pedir uma punição ao trio de arbitragem que trabalhou no jogo: o árbitro Douglas Marques das Flores (SP), e os auxiliares Alex Ang Ribeiro (SP) e Fabrini Bevilaqua Costa (SP). A Raposa acabou sendo derrotada por 4 a 3.

Capitão na bronca

Capitão do time na ausência do goleiro Fábio, o volante Rômulo lembrou que o Cruzeiro já havia sido prejudicado pela arbitragem na derrota para o Confiança, por 3 a 1. A principal reclamação foi que Frazan tirou a bola de dentro do gol após confusão entre Diogo Silva e Gum.

"Não podemos ser prejudicados dessa forma. Na estreia tivemos um pênalti não marcado aos cinco minutos. Hoje (domingo) a bola entrou nitidamente. É um erro que não pode acontecer. Depois, no quarto gol deles, o juiz não deu vantagem. A CBF tem que ver isso aí, porque não pode o juiz errar em dois lances decisivos que causaram nossa derrota", desabafou Rômulo.


"Mal intencionados"

“São várias situações dentro de uma partida que você sente que estão mal intencionados. Que estão puxando para o outro lado. Isso é um absurdo. Aqui a gente trabalha todos os dias de maneira honesta e tem um trio de arbitragem que vem e rouba a gente. Até quando a gente vai aguentar isso no futebol brasileiro?”, disse o treinador do Cruzeiro, Felipe Conceição.

Reclamação na estreia

Na estreia da Série B, o Cruzeiro perdeu por 3 a 1 para o Confiança, onde acabou tendo dois jogadores expulsos. O time foi até a CBF reclamar de três lances da partida: um pênalti não assinalado aos quatro minutos do 1º tempo, um cartão vermelho não aplicado ao jogador do Confiança aos 18 minutos do segundo tempo e mais um pênalti não marcado aos 20 minutos do 2º tempo.



Comments


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page