top of page

Cruzeiro apresenta novas instalações da Toca II à imprensa; diretores falam do planejamento

A quinta-feira (29) foi de apresentação das novas instalações da Toca da Raposa II à imprensa esportiva. O local, que já está sendo usado pelas equipes de base do clube, pela equipe feminina, além do time profissional, passou por muitas reformas que foram mostradas aos vários jornalistas presentes. Sobre a reforma, foi apresentado o novo restaurante do hotel, onde ficam concentrados os jogadores, além de todo o departamento administrativo do clube, que fica dividido por setores dentro de um mesmo espaço, dando a impressão de todo um trabalho em conjunto. Os campos também passaram por reformas e foi mostrado o novo gramado sintético da Toca II, com aspecto impecável e estratégico, já que alguns estádios de times adversários já adotaram esse tipo de piso para a prática do futebol. Planejamento A antiga sala de imprensa, que hoje faz parte da TV Cruzeiro, foi usada para uma demonstração do diretor executivo do Cruzeiro, Pedro Martins, de um planejamento do clube para o ano de 2023 e as próximas temporadas. Segundo Martins, o time celeste tem como plano figurar na primeira página da tabela de classificação do Campeonato Brasileiro em 2023, para que em 2024 apareça no cenário internacional, seja na Copa Libertadores ou na Copa Sul-Americana. Pedro também falou sobre a aquisição de novos reforços e toda dificuldade que o clube encontra após o acesso de quatro grandes clubes à série A. De acordo com o diretor executivo, o mercado se inflacionou bastante com a presença de três equipes geridas por SAF, sendo duas delas com bastante dinheiro investido, Vasco e Bahia, e o Grêmio, com grande poder financeiro proveniente do sócio-torcedor. Mesmo assim, Pedro falou sobre as 19 contratações da equipe celeste, até agora, para a temporada de 2023. "Um estudo mostrou que era altíssima a chance de o Cruzeiro permanecer na Série B com o elenco do ano passado. Por isso, para esta temporada, foram feitas 19 contratações", contou Pedro Martins. Futuro das Ligas No Brasil, os clubes da série A e B se mobilizaram em dois grupos: a Liga do Futebol Brasileiro (Libra) e a Liga Forte Futebol (LFF), que têm o mesmo objetivo: a constituição de uma liga para a organização do Brasileirão a partir de 2025, ano que vai culminar no atual contrato de direitos de transmissão com a TV Globo e seus canais a cabo. Outra situação lembrada por Gabriel Lima, CEO da Raposa, é que a criação das ligas podem criar normas que irão responsabilizar os clubes por manobras financeiras que vão contra o que acontece hoje em dia no futebol brasileiro. Os clubes hoje gastam mais do que arrecadam e a responsabilidade financeira é tratada como uma situação normal por quem gere o futebol brasileiro. Volante Henrique Outro assunto abordado pela imprensa que estava presente foi sobre o aproveitamento do volante Henrique, que foi reintegrado ao Cruzeiro depois de uma decisão na justiça. "Henrique é funcionário do Cruzeiro, e o clube trabalhará em sua recuperação". disse Pedro Martins. Henrique, de 38 anos, voltou a frequentar a Toca da Raposa no dia 12 de junho, onde se recupera fisicamente. Ele não disputa uma partida há três anos.




Comments


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page