top of page

Com contratações engatilhadas, Cruzeiro ainda precisa anular condenação que impede registro de atlet

O Cruzeiro se movimenta no mercado em busca de contratações para a temporada 2021, quando terá a missão de subir para a divisão de elite do futebol nacional. Nomes como o do lateral-esquerdo Alan Ruschel, ex-Chapecoense, e do meia Marcinho, ex-Sampaio Corrêa, ganharam força nos bastidores e estão em pauta. Contudo, antes de formalizar as negociações, o clube precisa lidar com um assunto que tem sido pesadelo recente na história do clube: dívida.


Desde novembro do ano passado, o clube está impedido de contratar novos jogadores, conforme determinação da Câmara Nacional de Resoluções Desportivas (CNRD). O motivo é o não pagamento da dívida de R$ 1,3 milhão junto ao PSTC, do Paraná, valor que devia ser repassado ao clube pela venda de Bruno Viana ao Olympiacos, da Grécia, em 2017.

A pena é válida até o pagamento da dívida. No entanto, ainda não há previsão de quando o clube efetuará o pagamento. No ano passado, o clube já havia sido penalizado pela Fifa, mas quitou o débito de 1 milhão de euros (aproximadamente R$ 6,3 ) com o Zorya, da Ucrânia, envolvendo o atacante William. Esta foi uma condicional de Felipão para aceitar assumir o clube à época.

O processo envolvendo Bruno Viana corre em segredo de Justiça. Com isso, CNRD e Cruzeiro não podem se manifestar oficialmente sobre o assunto.

A pena não impede que o clube registre jogadores que já possuem contrato com a Raposa e estavam emprestados. Este o caso do lateral-esquerdo Rafael Santos e do volante Ariel Cabral, que podem ser reaproveitados. O lateral-direito Orejuela deixou o Grêmio no fim do ano passado, e, após desentendimento entre as diretorias gremista e celeste não houve acordo para compra. Contudo, o clube pretende negociar o jogador.




Comments


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page