top of page

Biomédica investigada por erros médicos em cirurgias tem licença suspensa pela Justiça

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) suspendeu, nesta sexta-feira (30), a licença da biomédica Lorena Marcondes de Faria, investigada por erros médicos em cirurgias em Divinópolis, no Centro-Oeste do Estado. Um dos casos envolve a morte de Íris Doroteia Martins, que faria uma lipo com a profissional de biomedicina.

De acordo com a decisão, Lorena Marcondes de Faria não poderá atender clientes até a Justiça emitir alguma decisão contrária ou a biomédica for julgada no caso envolvendo a morte da paciente de Divinópolis. Os Conselhos Regionais e Federais de Medicina devem dar informações à Justiça em até 10 dias.

Além disso, a liminar determinou o bloqueio de todas as redes sociais de Lorena e de sua clínica e determinou que ela não publique, divulgue ou compartilhe qualquer informação relacionada ao exercício da biomedicina ou aos processos no qual está envolvida. Instagram, Facebook e Twitter devem bloquear os perfis da profissional em até 48 horas.

Por fim, a liminar determina o bloqueio dos bens depositados nas contas bancárias de Lorena Marcondes, até o limite de R$ 100 mil. O valor fixado pode ser usado para “assegurar a indenização da vítima”.




Kommentare


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page