top of page

Auxiliar de Coudet explica mudanças na escalação após vários desfalques: ‘não era jogo para meninos’

O Atlético teve um time bem diferente na vitória desta quarta (3), contra o Alianza Lima, pela Libertadores. O Alvinegro não tinha laterais-direitos disponíveis e por isso jogou com três zagueiros. Ariel Broggi, auxiliar de Coudet que substituiu o treinador, suspenso, explicou as mudanças.

“Não tínhamos um lateral-direito de origem e tentamos jogar com um terceiro zagueiro com boa saída, para dar profundidade com Pavón pela direita. Creio que o Bruno (Fuchs) fez um bom jogo. Sabíamos que eles teriam um bloco baixo, então era importante atacar os espaços pelas laterais”, disse Broggi citando o fato do Atlético não ter nem Mariano (suspenso) e nem Saravia (lesionado), os dois laterais-direitos do elenco.


Ariel Broggi exaltou o elenco do Atlético e a forma como eles conseguiram se adaptar a jogar sem um lateral-direito de origem. Além da lateral, o Galo teve também outros inúmeros desfalques, chegando a quase um time todo fora. Por isso, no banco, apenas sete jogadores foram convocados. Ariel explicou também essa situação:

“Hoje tivemos muitos machucados, os meninos (da base) que trabalharam com a gente foram bem, mas era um jogo de muita importância e pressão, não era um jogo para meninos”.


O auxiliar de Coudet citou também a forma como o time vem demonstrando muita intensidade, gerando muito volume de jogo e muitas situações de gol. Contra o Alianza, foram mais de 30 finalizações, sendo, no mínimo, cinco grandes chances de marcar, além dos dois gols feitos.




Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page