top of page

Atlético sem Hulk e Paulinho e ainda pode perder Arena MRV; veja o que diz súmula

O árbitro Rodrigo José Pereira de Lima (Fifa-PE) relatou em súmula que expulsou o atacante Hulk, do Atlético, contra o Palmeiras, devido o jogador agir de “maneira acintosa”. Conforme relatado, o primeiro amarelo ao jogador aconteceu após ele dizer “Apita logo, c**". Ao questionar o motivo do cartão, Hulk levou o segundo por ter ficado face a face com Rodrigo e gritando “de forma desrespeitosa as seguintes palavras: ‘Me diz o porquê do cartão, me diz o porquê’.

O lance aconteceu aos 31 minutos do primeiro tempo, em disputa de bola entre o atacante, Zé Rafael e Murilo, do time paulista, quando o jogo já estava 1 a 0 para o Palmeiras. O juíz apitou falta a favor do Galo e, de costas, Hulk levanta falando algo e acaba levando o primeiro amarelo. 


“Aos 31 minutos do primeiro tempo, expulsei do campo de jogo com a aplicação do segundo cartão amarelo o sr. Givanildo Vieira Souza, n° 07 da equipe do Atlético Mineiro Saf, após receber cartão amarelo por reclamação, o mesmo partiu em minha direção de maneira acintosa, ficando face a face comigo e gritando de forma desrespeitosa as seguintes palavras: ‘Me diz o porquê do cartão, me diz o porquê’. Após ter sido expulso o mesmo empurra meu rosto com o dedo indicador de forma ofensiva e se negando a sair do campo de jogo. Quando o jogador decidiu deixar o campo de jogo proferiu a seguinte frase em direção ao árbitro: ‘Filho da puta’ com isso a partida ficou paralisada por 03 minutos”, diz a súmula.


Na saída para o intervalo, o árbitro afirmou que dirigentes e o presidente alvinegro, Sérgio Coelho, o abordou dizendo que ele “não pisaria mais” na Arena e que “estava mal intensionado”. Ao final do jogo, o presidente foi até ele e disse que “a missão dada havia sido cumprida”. “Você fez igual em Uberlândia (quando também expulsou Hulk em jogo contra o América), faz parte”, consta na súmula.

Publicidade

O jogo citado por Sérgio Coelho foi o empate com o América, em 1 a 1, no Parque do Sabiá. Na ocasião Hulk levou o primeiro amarelo por falta cometida em lance ofensivo do Coelho. Ao questionar, o atacante “isolou” a bola e Rodrigo entendeu como reação ofensiva ao cartão e aplicou o segundo, expulsando-o de campo. 





Paulinho e arremessos ao gramado

Com a expulsão de Hulk, os jogadores do Galo ficaram com os nervos à flor da pele em cada atitude tomada pela arbitragem. No último lance do jogo, Paulinho reclamou de uma falta próxima a grande área que teria sido cometida por Marcos Rocha. O alvinegro disse que o lateral paulista teria deixado o cotovelo no rosto dele. Com o apito final, Paulinho foi tirar satisfações com Rocha e acabou expulso. 

Segundo Rodrigo, o jogador do Galo “teria puxado o braço de Marcos Rocha de forma ríspida e desferido um chute no braço dele”. Os ânimos foram alterados e um tumulto foi iniciado, sendo controlado pelas comissões técnicas e alguns jogadores. 



Para piorar, além de perder os dois atletas para o próximo jogo, o Galo corre o risco de ficar sem a Arena MRV. Na súmula, o árbitro citou que copos foram arremessados por torcedores do Atlético após durante vários momentos do jogo. Caso denunciado no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o Galo poderá perder mando de campo.

Comentários


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page