top of page

América vacila nas cobranças de pênaltis e dá adeus à Copa do Brasil


Com um segundo tempo de tirar o fôlego, o América contou com a entrada de Benítez para mudar a história do jogo contra o Corinthians, e conseguir levar a decisão das quartas de final da Copa do Brasil para a cobrança de pênaltis. Porém, nos alternados, o Coelho desperdiçou três batidas e deu adeus à Copa do Brasil na noite deste sábado (15), na NeoQuímica Arena. Agora, o time volta às atenções para a Sul-Americana. Na próxima terça-feira (18), às 19h, o América encara o Colo Colo, no Independência, precisando vencer por dois ou mais gols para ficar com a vaga nas oitavas de final da competição. Em caso de vitória por um gol, a decisão será conhecida nos pênaltis. O jogo Os primeiros dez minutos de jogo foram marcados pela contusão de Danilo Avelar, no América. Logo no primeiro ataque do Corinthians, Danilo tentou girar, para fechar o espaço de Roger Guedes e acabou sentindo a posterior da coxa direita. Sem condições, o jogador deixou o campo em lágrimas e foi substituído por Nícolas. Publicidade Após a alteração, o jogo seguiu com as equipes se alternando no ataque, mas sem efetividade no arremate final, prevalecendo assim as marcações das equipes. Aos 22 minutos, o estreante Matías Rojas arriscou da intermediária, mas a bola passou raspando o travessão de Pasinato. Este que foi o primeiro chute mais perigoso do jogo. Dois minutos depois, também de fora da área, foi a vez de Roger Guedes colocar o arqueiro americano para trabalhar e impedir o primeiro gol do duelo. Aos 31, Murilo, na pequena área e com o pé esquerdo, conseguiu evitar a conclusão de Everaldo, após bela triangulação ofensiva do América. Aos 41, Matías Rojas recebeu lançamento de Cássio, invadiu a grande área pela esquerda e, de três dedos, mandou a bola na cabeça de Roger Guedes. O atacante, mesmo marcado, conseguiu testar firme, porém a redondinha parou no travessão, salvando o goleiro Pasinato. Em resposta, Mastriani recebeu de Martínez, entre os zagueiros, ficando cara a cara com Cássio. O atacante tocou na saída do goleiro que conseguiu tocar na bola e mandar para a linha de fundo, em escanteio para o Coelho. Na volta do intervalo, os donos da casa precisaram de pouco mais de um minuto para abrir o placar. Pela direita, Fagner cruzou na medida para Renato Augusto que, venceu a marcação e cabeceou no contrapé de Pasinato para o fundo do gol. Aos 5, Moscardo teve a chance de ampliar ao arriscar de fora da área e a bola sair raspando a trave esquerda. Um minuto depois, foi a vez de Yuri Alberto sair cara a cara com Pasinato. O arqueiro fechou o ângulo, a bola explodiu no rosto dele, e saiu para escanteio, para a sorte do Coelho. Tentando voltar para o jogo, o técnico Vagner Mancini mandou a campo o meia Benítez na vaga de Everaldo. A mudança não surtiu efeito de imediato e quem seguiu mandando no jogo foi o Corinthians. Tanto que, aos 19 minutos, em lance de contra-ataque Yuri Alberto marcou o segundo do Timão. O jogador recebeu assistência de Ruan Oliveira e bateu com o pé esquerdo para o fundo das redes. O América respondeu aos 23 minutos com Benítez, com um golaço. Em trama do setor ofensivo, o meia recebeu um belo passe na entrada da área de Martínez, ajeitou com a esquerda e, antes da bola tocar no chão, bateu com a direita no ângulo esquerdo de Cássio, voltando com o Coelho para o jogo. Só que aos 27, após falha de marcação da defesa americana em cobrança de escanteio, Roger Guedes, de peixinho, colocou o Corinthians novamente à frente do placar, fazendo 3 a 1 para os donos da casa. O América não abaixou a cabeça e foi à luta para tentar diminuir o placar. Aos 31, nas últimas alterações da equipe na partida, Mancini promoveu a reestreia de Paulinho Bóia no Coelho. O atacante entrou em campo na vaga de Lucas Kal. Mais ofensivo em campo e precisando de um gol para levar a decisão para os pênaltis, o time alviverde passou a pressionar o adversário. E deu certo! Aos 37, Benítez passou por três, tabelou com Martínez na grande área e, mesmo desequilibrado, conseguiu rolar a bola para Mastriani. Sozinho, na pequena área, o atacante só teve o trabalho de tocar para o fundo das redes. Com o placar de 3 a 2, a favor do Timão, o América passou a reta final do jogo protegendo o setor defensivo, levando a decisão da vaga para a semifinal da Copa do Brasil para as penalidades máximas. O América abriu as cobranças com Mastriani. O atacante bateu firme, no centro do gol, sem chances para Cássio. Na sequência, Fábio Santos bateu no canto esquerdo. Pasinato chegou a tocar na bola, mas ela foi para o fundo do gol. Na segunda cobrança do Coelho, Marcinho isolou a bola por cima do travessão. Pelo Corinthians, Giuliano não desperdiçou e deslocou Pasinato. Na terceira chance, Paulinho Bóia foi mal para a batida e recuou a bola nas mãos de Cássio. Em desvantagem, coube a Pasinato tentar reverter a situação. O arqueiro conseguiu acertar o canto e fazer a defesa em cobrança de Adson. Na briga dos goleiros, de pé esquerdo, Cássio pegou mais uma para o Timão, dessa vez, de Benítez. Com a responsabilidade de fechar o placar, Yuri Alberto foi para a batida e, com categoria, bateu no canto direito de Positano, que caiu para o lado oposto.




Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page