top of page

Cruzeiro é punido novamente pela Fifa; agora, em ação do Zorya pela transferência de Willian

O Cruzeiro foi punido novamente pela Fifa. Desta vez, o clube foi impedido de registrar novos jogadores. A ação é do Zorya, da Ucrânia, que cobra 1 milhão de euros (cerca de R$ 6,3 milhões na cotação atual) pela transferência do atacante Willian.

Por meio de nota, o clube confirma que recebeu contato da entidade máxima do futebol. De acordo com o Cruzeiro, o FC Zorya contesta o acordo firmado em agosto entre as partes, que previa pagamento do débito em 10 parcelas.

“Diante da contestação do FC Zorya, a Fifa aplicou a sanção de transfer ban (impossibilidade de registro de novos jogadores), o que é lamentado e contestado pelo Cruzeiro Esporte Clube, já que o acordo celebrado entre as partes, se fez mediante canais oficiais previstos pela Fifa para tanto”, diz o clube.

O Cruzeiro diz que na noite dessa terça-feira (1º) enviou manifestação formal à Fifa “exigindo a reconsideração da pena imposta por ora”. Para isso, o clube baseia a contestação em duas variáveis: “Ou o sistema da Fifa apresentou algum tipo de falha, o que é pouco provável, ou o clube ucraniano está contradizendo os documentos que seu próprio representante validou e assinou”.

Esta é a segunda vez que o clube é punido pela entidade máxima do futebol neste ano. Em maio, o Cruzeiro foi condenado a começar o Campeonato Brasileiro Série B com menos 6 pontos devido ao não pagamento de 850 mil euros (aproximadamente R$ 5,3 milhões) com Al Wahda, dos Emirados Árabes, referente ao empréstimo do volante Denílson. Foi estabelecido um prazo até outubro para quitação do débito.

Desde que assumiu a presidência do clube celeste, em 1º de junho deste ano, a gestão de Sérgio Santos Rodrigues pagou cerca de R$ 30 milhões de dívidas em ações na Fifa.

Até o momento, a Raposa já pagou parte da dívida com o Zorya-UCR pelo atacante Willian; 95% do débito total de Rafael Sóbis com o Tigres-MEX; valor pelo mecanismo de solidariedade da Fifa ao Unión Florida-ARG pela vinda de Ramon Abila; e a dívida da contratação de Pedro Rocha junto ao Spartak Moscou, da Rússia.

Em maio, o levantamento da dívida total na Fifa estipulava um valor na casa dos R$ 70 milhões. Dos R$ 40 milhões que ainda restam, o Cruzeiro vai pagar de forma parcelada mais de R$ 10,6 milhões ao Independiente del Valle-EQU pela contratação do zagueiro Luis Caicedo.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page