Após reunião com Bolsonaro, Zema diz que Minas segue recomendações da OMS

Após participar de reunião como o presidente Jair Bolsonaro, o governador de Minas, Romeu Zema (Novo), afirmou que o estado vai continuar com a adoção das recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para evitar a disseminação do novo coronavírus. O anúncio foi feito no início da tarde desta quarta-feira por meio de publicação no Twitter. Zema ainda usou a #FiqueEmCasa.

Nesta manhã, em pronunciamento no Palácio da Alvorada, Bolsonaro disse que pedirá ao Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, para que a orientação de isolamento da população seja apenas para idosos e pessoas com comorbidades (outras doenças).

Bolsonaro disse "alguns governadores estão cometendo um crime e arrebentando com o Brasil", fazendo menção a normas de isolamento que tem sido decretadas. O presidente reafirmou que se preocupa com impactos econômicos que as medidas podem provocar.

Zema disse que também se preocupa com a área econômica, mas ressaltou: "Queremos em primeiro lugar a preservação da vida". "O Ministério da Economia, provavelmente, deverá propor algumas medidas visando preservar os empregados e os empregadores", disse.

Conforme o governador, na reunião, foi pedido ao governo federal antecipação dos recursos da Lei Kandir.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square