Três casos suspeitos de coronavírus em Divinópolis estão em investigação, diz Estado

Divinópolis tem três casos suspeitos de coronavírus em investigação, segundo o boletim divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) na noite desta segunda-feira (2).

O G1 procurou a Prefeitura para saber mais informações desta divulgação. Na noite desta segunda, o Executivo se posicionou através de nota. Veja abaixo. Na última semana, a Administração adotou o protocolo para casos suspeitos da doença, após uma pessoa do sexo masculino, de idade não informada, ter dado entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) com vômito e diarreia. Ele informou que fez um cruzeiro pela América do Sul.

De acordo com a SES-MG, todas as notificações recebidas foram avaliadas e discutidas, caso a caso, com as autoridades de saúde do Ministério, Estado e municípios.

Posicionamento da Prefeitura de Divinópolis

A assessoria de Comunicação do Executivo falou sobre o assunto por meio de nota enviada ao G1 na noite desta segunda-feira. Confira a íntegra do texto abaixo.

"A Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) informa que já está monitorando os casos de 3 suspeitas de Coronavírus. As pessoas fizeram uma excursão a Europa, que passou na Itália. Dentro do avião havia uma senhora que estava com dificuldades respiratórias. Como no voo tinha uma médica, ela orientou procurassem a Semusa. A senhora foi diagnosticada com uma síndrome respiratória aguda, mas por precaução foi colocada em quarentena, juntamente com outras pessoas que apresentavam sinais de gripe. A Semusa coletou as amostras para os exames e notificou a Secretaria Estadual de Saúde (SES).

Os resultados dos exames chegaram nesta segunda-feira (2) e as suspeitas foram descartadas, porém a Semusa ainda não fechou os casos no sistema estadual, pois quer fazer mais uma visita aos pacientes e verificar se está tudo em ordem".

Minas Gerais

O Estado de Minas Gerais é o terceiro do país com mais casos suspeitos de coronavírus, são 48 notificações, ficando atrás de São Paulo, com 163 casos, e Rio Grande do Sul, com 73 casos suspeitos.

A primeira suspeita no estado, conforme a SES-MG, foi notificada no dia 28 de janeiro de 2020 e até a oitava semana do ano, 48 casos que atendem a definição da Organização Mundial de Saúde (OMS), permanecem em investigação, e quatro foram descartados. Não há confirmações da doença até o momento em Minas Gerais. Foram 52 notificações até a última atualização do boletim da SES-MG.

Além de Divinópolis, os casos no estado estão divididos em: Barbacena (1), Belo Horizonte (19), Betim (1), Contagem (4), Ipatinga (1), Juiz de Fora (1), Lavras (1), Montes Claros (1), Mutum (1), Ouro Preto (1), Sete Lagoas (1), Uberaba (1), Uberlândia (3), Varginha (4) e Viçosa (1).

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square