Polícia Civil investiga suposto caso de estupro e cárcere privado envolvendo pessoa com deficiência

A Polícia Civil abriu um inquérito nesta quarta-feira (18) para investigar um suposto estupro e crime de cárcere privado, cometido contra uma pessoa com deficiência em Divinópolis. A informação foi confirmada pela Delegada da Polícia Civil Maria Gorete Rios.

A família do homem de 32 anos, que é diagnosticado com impedimento de natureza mental, chamou a Polícia Militar (PM) nesta terça-feira (17) para registrar o desaparecimento dele no Bairro Planalto.

Segundo a PM, os familiares da vítima contaram que ele havia sido visto na companhia de uma mulher, que é usuária de drogas e mora no mesmo bairro, e desaparecido em seguida.

Durante as diligências, ele foi localizado em um quarto na residência da suspeita, de 42 anos. Ele estava trancado no cômodo, usando somente roupas íntimas.

No local, também foram encontradas cinco pedras de crack. Diante da situação, a mulher foi presa e encaminhada à delegacia de Polícia Civil.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square