Envergonhado com goleada sofrida para o Grêmio, Ceni sinaliza mudanças no Cruzeiro

Um técnico abatidoo. Foi assim que Rogério Ceni chegou para a entrevista coletiva após a goleada sofrida para o Grêmio por 4 a 1, neste domingo (8), no Independência. O treinador, que completou o quinto jogo no comando do clube, deixou claro que mudanças deverão ser feitas.

“Eu também faço parte disso. Eu até me sinto envergonhado, até não queria conceder entrevista. Eu já perdi na minha vida muitos jogos, mas existem maneiras e maneiras de você ser derrotado. A situação já é complicada. Lamento pela situação, pela derrota no meio de semana. Se eu continuar no Cruzeiro, tem que ser de maneira diferente. Então, se a gente precisar mudar drasticamente a situação, mesmo que a gente apanhe nos próximos jogos, mas a atitude tem que mudar”, destacou Rogério Ceni.

O treinador também foi realista. Disse que o momento do clube é de brigar contra o rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Para Ceni, não é hora de criar expectativa com situações maiores dentro da competição.

“O importante que a gente pare de sonhar com essa coisa de Libertadores quando ganha um joho, de ser campeão. Temos que enfrentar a realidade. Eu joguei muitos anos no São Paulo e, em 2013, nós enfrentamos uma realidade que fugia do normal. Nós temos que preocupar realmente em tirar o Cruzeiro da zona de rebaixamento para começar o ano de 2020 de uma msneira melhor”, explicou o treinador.

Para trilhar o caminho de vitórias, Ceni ressaltou que acontecerão mudanças na equipe e no esquema de jogo. O treinador tem escalado o Cruzeiro de forma ofensiva, com apenas um volante de origem. Pelas palavras do treinador, a formação deverá ser alterada para os próximos compromissos da Raposa.

“Nós temos que fazer algumas mudanças. Nada de tirar, afastar. Nós temos que fazer no comportamento. Talvez, fazer com alguns atletas uma intertemporada, parar uma semana sem jogo e mudar algumas coisas. Modificar, talvez, a maneira da equipe jogar. Por mais que eu goste de futebol ofensivo e tento sempre privilegiar jogadores de alta qualidade técnica, de bom toque de bola, mas é preciso ter a bola. Quando eu falei no último jogo de erros de passes, eles se avolumaram e eu tenho jogadores que eu considero ótimos passadores, que não estão conseguindo fazer. Talvez seja hora de mudar o esquema de jogo e algumas peças”, finalizou.

As prováveis mudanças de Ceni só poderão ser vistas no próximo sábado (14), quando Cruzeiro enfrentará o Palmeiras, no Allianz Parque. Será o reencontro do time celeste com Mano Menezes, ex-treinador do time.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square