Pacote do governo Bolsonaro pode não impedir nova paralisação dos caminhoneiros

Mesmo com o anúncio do governo federal de medidas como linha de crédito para autônomos e recursos para obras em rodovias, os caminhoneiros ainda não descartam uma nova paralisação da categoria já neste primeiro semestre. Os motoristas avaliam que tais medidas não resolvem o problema, que está mais concentrado hoje na questão do valor do diesel e também na falta de aplicação da tabela do frete.

Segundo o presidente do Sindicato Interestadual de Caminhoneiros, José Natan, o governo tem demonstrado alguma boa vontade com a categoria, mas os motoristas continuam sufocados pelo preço do diesel.

“Dinheiro emprestado a juros baratíssimo sempre ajuda, mas esse valor aí é muito pequeno. Caminhoneiro é o seguinte: você tem que chegar na bomba e abastecer da forma que estiver lá e fazer um carreto, com lucro, para você ganhar dinheiro. A tabela de frete tem que ser respeitada e criar uma forma dela ser corrigida, da forma que ela já existe”, destaca.

Para Joné Natan, o caminhoneiro “aprendeu o caminho do protesto” e há a possibilidade de paralizações no final do primeiro semestre. “O chofer do caminhão está insatisfeito, escravizado de tudo enquanto é jeito. Não tem como trabalhar, as estradas entupidas, pedágio caro demais, em rodovias que não valem nada. O sofrimento é maior, falta de segurança, você não aguenta pagar o seguro do caminhão. Tem que ter respeito, não vem com enrolação, não, que pode dar zebra. O caminhoneiro pode parar no final de junho”, dispara.

A reportagem da Itatiaia foi até postos de combustíveis nas rodovias para ouvir os caminhoneiros sobre as medidas para a categoria anunciadas pelo governo federal. A maioria, no entanto, demonstrou desconhecimento.

Um caminhoneiro, que não será identificado, destacou que os empréstimos endividarão os caminhoneiros, causando prejuízo. “Isso vai sair caro lá na frente. Vem as contas e os juros só aumentando, ano a ano. Isso vai gerar uma bola de neve e, daqui a pouco, o motorista, dono de caminhão, vai vender o veículo para pagar a dívida”.

Já o motorista João Batista destaca que o preço do combustível está muito auto. “Vamos lutar para ver se cai. O preço do diesel está muito alto. Se aumentar, vamos ter que parar.”

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square