Defensor aciona Conmebol para conseguir pontos de derrota para o Atlético

O Defensor (URU) acionou a Unidade Disciplinar da Conmebol para pedir os pontos da partida de ida da terceira fase da pré-Libertadores contra o Atlético, disputada na última quarta-feira (20). De acordo com o jornal Ovación, veículo da imprensa esportiva uruguaia, a equipe se baseia em uma informação divulgada pela própria confederação de que o Galo tem irregularidades na lista de jogadores inscritos.

Esta é a segunda vez que o Defensor vai à Justiça nesta Libertadores para pleitear uma classificação. Na fase anterior da competição, a equipe eliminou o Barcelona de Guayaquil após perder os dois confrontos decisivos, mas vencer no tribunal, por causa da escalação irregular de um jogador da equipe equatoriana. O caso, no entato, é diferente da situação do Atlético.

O presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, mostra tranquilidade com a situação. “O Atlético cumpriu todos os prazos. Enviamos até antes do prazo final, que era o dia 2 de fevereiro. Enviamos no dia 1º de fevereiro com a lista de todos os jogadores que estão participando desta fase da Libertadores. Conversei hoje com o diretor de competições da CBF, Manuel Flores, e ele me disse que o Atlético cumpriu regiamente os prazos. Temos tudo documentado, com e-mail que foi enviado".

Na quinta-feira (21), a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) se pronunciou alegando que cumpriu todos os termos corretamente e que a Conmebol investiga uma possível falha no sistema de inscrição. A entidade também destaca que caso se confirme a irregularidade, poderia resultar apenas em multa.

Chilenos punidos

A Conmebol impôs, na quinta-feira (22), multas de US$ 15 mil (aproximadamente R$ 56,5 mil) para cada um dos seis clubes chilenos que participam das Copas Libertadoras e Sul-americanas devido à apresentação com atraso das listas dos jogadores inscritos a participarem desses torneios. Esta situação pode servir de base para possíveis punições para os times brasileiros, inclusive o Atlético.

Por meio de um comunicado, o órgão dirigente do futebol na América do Sul anunciou as sanções econômicas contra Colo Colo, Unión La Calera, Universidad de Chile, Palestino, Unión Española e Deportes Antofagasta. "O Tribunal Disciplinar aplicou multas de US$ 15 mil a cada um", revelou a Conmebol.

Ao anunciar a punição aos times do Chile, a Conmebol avisou que os demais casos ainda estão sendo analisados. No entanto, parece improvável que as sanções ultrapassem a natureza econômica para chegar ao esporte. A Federação Nacional de Futebol Profissional do Chile, a primeira a revelar os casos, havia descartado na quarta-feira (21) a possibilidade de que as equipes perdessem pontos ou jogos como punição.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square