Pré-Libertadores turbina começo de ano no Atlético. Nada de descanso na Cidade do Galo

O ano de 2019 começa cedo na Cidade do Galo, por um motivo mais do que justificado. O começo de temporada já traz o desafio de superar as fases prévias da Copa Libertadores para alcançar a fase de grupos da competição sul-americana. Além disso, a ordem é evitar que a galeria de troféus do profissional passe outros 365 dias sem novas conquistas.

A quinta-feira marcará a reapresentação e o início dos testes e avaliações físicas para um grupo que ainda está longe de sua definição, com atletas cobiçados – caso do atacante Luan, ainda na mira de Corinthians e São Paulo; do lateral-direito Emerson, monitorado por clubes europeus –, reforços confirmados, como o zagueiro Réver, de volta, e o lateral direito Guga (ex-Avaí) e outros bem encaminhados, como o volante Jair (ex-Sport)</CW><CW25>. Além disso, seguem as negociações por nomes de peso, como o zagueiro Igor Rabello, do Botafogo, bem como a busca por um armador que, segundo as informações de bastidores, chegaria para ocupar o posto de titular.

Pois se o comando fora e dentro de campo não muda (resta a expectativa sobre o cargo de diretor de futebol, exercido de forma interina por Marques), não faltarão novidades no 2019 alvinegro. A não renovação do contrato de patrocínio da Caixa Econômica Federal com diversos clubes das Séries A e B abre espaço para um novo patrocinador master no uniforme, espaço que, de acordo com a Rádio Itatiaia, será ocupado a partir de fevereiro por outra instituição financeira, o Banco Inter, fundado pelo atleticano Rubens Menin, já apoiador por meio da MRV Engenharia.

Calendário

Se Levir Culpi ainda não antecipou os planos para o começo de ano quanto ao uso de força máxima também na fase classificatória do Mineiro, o trabalho comandado pelo preparador físico Luís Otávio Kalil será fundamental para encarar uma sequência pesada.

A partir da estreia no Estadual, dia 20, contra o Boa, no Independência, serão cinco jogos em 16 dias (incluindo o clássico com o Cruzeiro) até o encontro com o Danubio em Montevidéu, em 5 de fevereiro – a volta está marcada para o dia 12, no Horto.

Se deixar para trás os uruguaios, o confronto decisivo pela vaga na fase de grupos da Libertadores ocorre já nas semanas seguintes (ida em 19, 20 ou 21 e volta em 25, 26 ou 27, ainda a serem definidas pela Conmebol). Avançando, o time de Lourdes estará no Grupo E, ao lado de Cerro Porteño-PAR, Zamora-VEN e Nacional-URU.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square