Lares administrados pela Apae em Itaúna estão com repasse atrasado, diz instituição

As casas lares administradas pela Associação de Pais e Amigos Excepcionais (Apae) de Itaúna não receberam repasse de verba do Governo de Minas de abril. A instituição informou que as duas unidades, que abrigam 17 deficientes, não têm dinheiro para a manutenção de serviços básicos de alimentação e saúde.

Em nota, o Governo de Minas informou que a parcela atrasada, no valor de R$ 96 mil, segundo a Apae, está entre as prioridades para a quitação. O governo declarou que pretende regularizar a situação o mais rápido possível, mas um prazo não foi informado.

Apae de Itaúna está com repasses atrasados (Foto: Reprodução/TV Integração)

De acordo com a presidente de Apae, Geórgia Chaves Mendonça, a associação não tem dinheiro para fazer o pagamento dos fornecedores e o salário dos funcionários estão atrasados.

"Nós já reduzimos ao máximo na alimentação. Os remédios pegamos no SUS [Sistema Único de Saúde], mas tem medicação que temos que pagar. Estamos nos unindo com as outras Apaes como um pedido de socorro", disse a colaboradora e mãe social, Rosângela Maria de Santana.

Em Minas Gerais, há 46 casas lares e 342 pessoas com algum tipo de deficiência abrigadas. A cada quatro meses, o valor a ser repassado chega a R$ 2,8 milhões, mas o MGTV apurou que nenhuma das unidades recebeu os valores referentes a abril.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

 Alternativa FM