Atlético 'perde' R$ 20 mi com queda na Sula; apenas ida à final da Copa BR 'recupera&#39

A eliminação na primeira fase da Copa Sul-Americana foi 'comemorada' pelo presidente do Atlético, Sérgio Sette Câmara, que via no torneio da Conmebol um problema para o clube pela “logística” que, segundo ele, é paga pelas equipes, e pelo fato de a competição pagar pouco. No entanto, a queda precoce fez o Galo deixar de ganhar mais de R$ 20 milhões, valor que o time campeão irá faturar somada às premiações da Recopa e da Copa Suruga.

Levando-se em conta as limitações do elenco alvinegro, a Sul-Americana seria o título mais viável para o Atlético neste ano. Além disso, a pressão para ir avançando na Copa do Brasil e fazer uma grande campanha no Campeonato Brasileiro será maior.

Neste ano, a Copa Sul-Americana, assim como a Libertadores, teve os valores reajustados pela Conmebol. A título de comparação, o vencedor da 'Sula' ganhará US$ 5,37 milhões (cerca de R$ 19,3 milhões) – somadas as premiações desde a segunda fase, onde o Atlético entrou – contra US$ 7,75 milhões (aproximadamente R$ 25,3 milhões) arrecadados pelo Grêmio, campeão da Libertadores em 2017. O valor corresponde a 69% da quantia paga ao ganhador do principal torneio da América.

“Sem dúvida foi a melhor decisão a ser tomada. É um torneio que, em primeiro lugar, paga pior, um torneio que dá muito trabalho de logística, toda paga pelo clube. Nós temos em mira, obviamente, o Campeonato Brasileiro, como falei no dia da minha posse. É um objetivo, não é um sonho. Temos totais condições de chegar lá. Vamos enfrentar equipes que vão estar disputando outros campeonatos”, disse o presidente atleticano em entrevista ao Fox Sports logo após a eliminação.

Premiação seria 'turbinada' com Recopa e Copa Suruga

Se fosse campeão da Sul-Americana, além dos quase R$ 20 milhões, o Atlético embolsaria, automaticamente, as premiações da Recopa e da Copa Suruga. Neste ano, a Conmebol pagou US$ 600 mil (cerca de R$ 1,9 milhão na cotação da época) ao Grêmio, campeão da Recopa Sul-Americana, e US$ 350 mil (R$ 1,1 milhão) para o vice, o Independiente, da Argentina.

No ano passado, a Copa Suruga distribuiu US$ 200 mil (perto de R$ 630 mil na cotação da época) ao campeão e US$ 60 mil (perto de 180 mil na cotação da época) ao vice-campeão. Os valores são pagos pelo banco japonês que leva o nome da competição.

Em caso de títulos da Sul-Americana, Recopa e Copa Suruga, o Atlético iria faturar US$ 6,17 milhões (cerca de R$ 22,2 milhões). Já no cenário mais pessimista, sendo vice dos dois últimos torneios, o clube alvinegro receberia US$ 5,78 milhões (aproximadamente R$ 20,8 milhões).

Atlético precisará chegar à final da Copa do Brasil para 'compensar' perda

Para compensar o valor não faturado por ser campeão da Sul-Americana, o Atlético precisará chegar à final da Copa do Brasil. Até o momento, o clube arrecadou R$ 7,8 milhões na competição. No entanto, o time precisará vencer a Chapecoense, em Chapecó, no jogo de volta das oitavas de final para não ser eliminado, o que faria com que a equipe deixasse de faturar mais R$ 3 milhões. Caso se classifique, o Alvinegro embolsa o valor e tem a possibilidade de ganhar mais R$ 6,5 milhões se avançar às semifinais.

No total, o Atlético receberia R$ 17,3 milhões, quantia inferior ainda à premiação total da Sul-Americana. Para superar o valor pago pela Conmebol no torneio internacional, o time atleticano teria que chegar à final da Copa do Brasil para garantir ao menos mais R$ 20 milhões, prêmio pago ao vice-campeão. O vencedor fatura R$ 50 milhões.

Confira as premiações das competições:

- Sul-Americana 2018

Segunda fase: US$ 300.000 (R$ 1 milhão)

Oitavas de final: US$ 370.000 (R$ 1,3 milhão)

Quartas de final: US$ 450.000 (R$ 1,620 milhão)

Semifinal: US$ 550.000 (R$ 1,980 milhão)

Vice-campeão: US$ 1.200.000 (R$ 4,320 milhões)

Campeão: US$ 2.500.000 (R$ 9 milhões)

TOTAL – US$ 5,37 milhões (cerca de R$ 19,3 milhões) - somando as premiações desde a 2ª fase do torneio, onde o Atlético entrou, até o valor pago ao campeão.

- Libertadores 2018

US$ 10,85 milhões (R$ 35,85 milhões – somadas as premiações desde a fase de grupos)

* O Grêmio, campeão de 2017, no entanto, somou US$ 7,75 milhões (R$ 25,61 milhões)

- Recopa Sul-Americana 2018

US$ 600 mil (cerca de R$ 1,9 milhão na cotação da época) ao Grêmio, campeão da Recopa Sul-Americana

US$ 350 mil (perto de R$ 1,1 milhão na cotação da época) para o vice, o Independiente, da Argentina.

- Copa Suruga 2017

US$ 200 mil ao campeão (cerca de R$ 630 mil na cotação da época)

US$ 60 mil ao vice-campeão (aproximadamente R$ 180 mil na cotação da época)

* Premiações se Atlético fosse campeão da Sul-Americana, da Recopa e da Copa Suruga = US$ 6,17 milhões (cerca de R$ 22,2 milhões)

* Premiações se Atlético fosse campeão da Sul-Americana, vice da Recopa e vice da Copa Suruga = US$ 5,78 milhões (aproximadamente R$ 20,8 milhões)

Posts Em Destaque
Posts Recentes