Operação 'Thanatos': Prefeitura afasta servidores investigados por corrupção em Divinópolis

Seis servidores investigados na Operação "Thanatos", que apura umesquema de corrupção no serviço municipal do luto, serão afastados da Prefeitura de Divinópolis.

A decisão foi informada na tarde desta terça-feira (6) e passa a valer a partir desta quarta-feira (7), quando o decreto 12.844 com o nome dos funcionários será publicado no Diário Oficial dos Municípios Mineiros.

Cinco pessoas foram presas, entre as quais estão funcionários da Prefeitura, no dia 2 de março suspeitas de envolvimento em um esquema de corrupção, que favorecia empresas em troca de propina.

Na ocasião, a Polícia Civil havia informado que outras pessoas também estavam sob investigação. Na segunda-feira (5), o delegado que acompanha o caso, Leonardo Pio, disse que a apuração seguia sob sigilo.

Polícia Civil e Ministério Público de Minas Gerais atuam na operação 'Thanatos' (Foto: Foto: Kleyton Guilherme/G1)

A Prefeitura informou que a medida de afastar funcionária foi tomada com base no estatuto dos Servidores Públicos do Município. Mesmo afastados, eles devem continuar recebendo os salários, de acordo com os respectivos cargos.

Ainda conforme a Prefeitura, o intuito é prevenir que a volta dos servidores investigados ao exercício das funções possa interferir na apuração administrativa dos fatos.

A Procuradoria Geral do Município determinou o imediato encaminhamento à Comissão de Processo Administrativo Disciplinar de todas as informações e documentos existentes para apuração e aplicação das sanções administrativas acaso cabíveis.

Operação 'Thanatos' prende cinco pessoas e cumpre mais de 20 mandados em Divinópolis

Esquema

De acordo com o promotor do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), Gilberto Osório, em 2016 a Prefeitura de Divinópolis e uma pessoa lesada pelo esquema denunciaram a situação. Por meio de investigações foi descoberto que funcionários do serviço municipal participavam do esquema.

A promotoria explicou que o golpe funcionava da seguinte forma: o servidor era procurado e indicava o consumidor para serviços como, por exemplo, da floricultura que cobrava um valor mais alto. Parte do lucro era repassada ao servidor que fez a indicação.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

 Alternativa FM