Em jogo de seis gols, Cruzeiro perde para o Racing na estreia pela Libertadores 2018

O Cruzeiro sabia que teria um adversário difícil na estreia pela Copa Libertadores deste ano, mas, diante do desempenho recente, havia a expectativa de um bom resultado ante o Racing, na noite desta terça-feira, na Argentina. Ele não veio. Em um jogo movimentadíssimo, a Raposa perdeu por 4 a 2 para os hermanos no Estádio El Cilindro, em Avellaneda, na Região Metropolitana de Buenos Aires.

A equipe mandante saiu na frente, com Martínez, o Cruzeiro empatou com Arrascaeta, mas levou o segundo gol ainda na etapa inicial, novamente com Martínez. No segundo tempo, camisa 10 do Racing fez o terceiro dele, Robinho diminuiu em cobrança de falta, porém Solari marcou o quarto para os argentinos.

O Cruzeiro só volta a jogar pelo torneio continental no dia 4 de abril, às 21h45, quando recebe o Vasco no Mineirão. Por enquanto, o foco volta a ser o Campeonato Mineiro, em que, neste domingo (4) enfrenta o Atlético, às 11h, no Independência.

Além do desfalque do goleiro Fábio, que voltou para o Brasil para acompanhar o enterro do pai, o Cruzeiro perdeu o lateral-direito Edilson e o zagueiro Léo, por suspensão. Edilson foi expulso na final da Libertadores do ano passado, quando estava no Grêmio, e Léo levou o cartão vermelho no último jogo da Raposa na Copa Sul-Americana de 2017. O clube celeste tentou livrar os jogadores das punições, pois havia margem para mais de uma interpretação, mas foi informada pela Conmebol, nesta terça, de que ambos não poderiam atuar.

O jogo

Não bastassem os desfalques pré-jogo, Fred sentiu a panturrilha aos 5 minutos e deu lugar a Rafael Sobis. Do banco, o centroavante viu o Racing abrir o placar aos 13, após cobrança de falta de Cardozo para conclusão de Martínez. O empate veio aos 29, quando Arrascaeta aproveitou cruzamento de Egídio da ponta esquerda e cabeceou para a rede.

Após o empate, a Raposa pressionou e teve três chances de virar, mas Rafael Sobis parou no goleiro Musso duas vezes e Arrascaeta acertou a trave. Os argentinos, porém, não desperdiçaram. Aos 44, uma jogada ensaiada em cobrança de falta resultou em chute de Martínez para fazer o segundo dos mandantes.

A primeira chance clara no na etapa final foi do Cruzeiro. Aos 8 minutos, Rafinha ficou de frente para o gol e chutou forte, no travessão. Os argentinos, entretanto, seguiam eficientes. Nome do jogo, Martínez apareceu novamente e cabeceou para o barbante após cobrança de escanteio, aos 17.

No que parecia ser a reação celeste, Robinho cobrou falta no ângulo direito de Musso. Um golaço! Mas parou por aí. O time da casa foi quem se encontrou novamente com a rede, aos 31. Solari dominou dentro da área e chutou cruzado para selar a vitória argentina. Ainda houve tempo para Saraiva ser expulso, aos 44, ao receber o segundo cartão amarelo por uma falta em Egídio.

Racing 4x2 Cruzeiro

Racing: Musso; Saravia, Sigali, Donatti e Soto; Nery Domínguez, Zaracho (Solari), Neri Cardozo e Centurión (Cuadra); Lautaro Martínez (Meli) e Lisandro López. Técnico: Eudardo Coudet

Cruzeiro: Rafael; Lucas Romero, Manoel, Murilo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral, Robinho (Mancuello), Arrascaeta (Thiago Neves) e Rafinha; Fred (Rafael Sobis). Técnico: Mano Menezes

Gols: Martínez (13’/1ºT), Arrascaeta (29’/1ºT), Martínez (44’/1ºT), Martínez (17’/2º), Robinho (24’/2ºT) e Solari (31’/2ºT) Cartões amarelos: Saravia e Martínez (Racing) Mancuello (Cruzeiro) Cartão vermelho: Saravia

Motivo: 1ª rodada da fase de grupos da Copa Libertadores Data e horário: 27 de fevereiro de 2018, terça-feira, às 21h30 Local: Estádio El Cilindro, em Avellaneda (Argentina)

Árbitro: Wilmar Roldán (Colômbia)

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

 Alternativa FM