Com vantagem do empate, Atlético enfrenta xará acreano na estreia na Copa do Brasil

Nos últimos cinco anos, o Atlético entrou diretamente na fase oitavas de final da Copa do Brasil por participar da Libertadores. Mas como não conseguiu se classificar para o torneio continental para esta temporada, o Galo volta a disputar a competição da CBF desde o início. E a estreia será diante do Atlético-AC, nesta quarta-feira, às 21h45 (horário de Brasília), na Arena da Floresta.

Acompanhe, a partir das 21h05, a Jornada Esportiva da Itatiaia, com o 1º Time do Rádio. Narração de Mário Henrique, comentários de Cadu Doné e reportagens de Claudio Rezende e Álvaro Damião.

Com o novo regulamento da Copa do Brasil, implantado no ano passado, a primeira fase é disputada em jogo único na casa do time de pior colocação no ranking da CBF com a equipe melhor ranqueada podendo empatar para se classificar. Desta forma, a igualdade no placar dá a vaga ao Atlético. Por outro lado, todo cuidado é pouco, pois uma derrota na Arena da Floresta elimina o Galo do torneio.

O futebol pouco convincente do time de Oswaldo de Oliveira neste início de ano no Campeonato Mineiro liga o alerta para a partida desta quarta-feira. Qualquer vacilo no Acre pode tirar o clube da Copa do Brasil. Além da parte técnica, há o lado financeiro. Se passar de fase, o Atlético irá embolsar R$ 1,2 milhão.

O vencedor do duelo entre Atlético e Atlético-AC enfrentará na segunda fase da Copa do Brasil o Botafogo-PB, que eliminou o Floresta-CE. A partida acontecerá no dia 20 ou 21 de fevereiro, em João Pessoa, na Paraíba, e também será disputada em jogo único, mas, em caso de empate, a decisão da vaga será nos pênaltis.

Constantemente acionado durante o segundo tempo das partidas, o volante Gustavo Blanco está fora do confronto no Acre. Expulso na última rodada do Campeonato Brasileiro do ano passado, o jogador terá que cumprir a suspensão automática na próxima competição organizada pela CBF que, no caso, é a Copa do Brasil.

Por outro lado, o Atlético terá o retorno do lateral-esquerdo Fábio Santos, que não atuou na vitória sobre a URT, no estádio Zama Maciel, por conta de uma amigdalite. O técnico Oswaldo de Oliveira, que também não esteve em Patos de Minas porque precisou fazer uma cirurgia para tratar de uma infecção dentária, também estará de volta.

Adversário nunca passou da 1ª fase

Atual campeão acreano, o Atlético-AC, que também tem o Galo como mascote, mas veste as cores azul e branco, conquistou o acesso à Série C do Campeonato Brasileiro em 2017. Neste início de temporada, o clube deu continuidade ao momento especial, já que tem 100% de aproveitamento nos três primeiros jogos que disputou. Goleou o São Francisco por 8 a 0, em casa, na estreia no Campeonato Acreano. Na segunda rodada do Estadual, a equipe venceu o Vasco-AC por 2 a 0, como visitante. Na última partida antes do duelo pela Copa do Brasil, o Galo acreano bateu o Santos-PA, pela Copa Verde.

Mas o bom momento contrasta com a história do Atlético-AC na Copa do Brasil. Esta é a quinta participação da equipe no torneio, mas o Galo Carijó nunca passou da 1ª fase.

Na primeira vez que disputou a Copa do Brasil, em 1992, a equipe acreana enfrentou na estreia justamente o Atlético. Na ocasião, os mineiros venceram por 1 a 0, em Rio Branco. Na volta, no Mineirão, novo triunfo alvinegro, desta vez por 2 a 0.

Na última participação na Copa do Brasil, no ano passado, o Atlético-AC encarou o América na 1ª fase. Em jogo único na Arena da Floresta, o Coelho venceu por 2 a 0, com gols de Hugo Almeida e Renan Oliveira, despachando o Galo Carijó.

Atlético-AC x Atlético

Atlético-AC: Raphael Barrios; Matheus Damasceno, Diego, João Marcos e Leandro Jucá; Jeferson, Araújo Jordão, Kássio e Rafael Barros; Ancelmo e Polaco. Técnico: Álvaro Miguéis

Atlético: Victor; Samuel Xavier, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Arouca e Elias; Otero, Cazares e Róger Guedes; Ricardo Oliveira. Técnico: Oswaldo de Oliveira

Motivo: 1ª fase da Copa do Brasil (jogo único) Data: 7 de fevereiro 2018, quarta-feira, às 21h45 Local: Arena da Floresta, em Rio Branco (AC)

Árbitro: João Batista de Arruda (RJ) Auxiliares: Dibert Pedrosa Moisés (RJ) e Luiz Antônio Muniz de Oliveira (RJ)

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo