Aylon vê bom teste para América diz que ‘identidade’ do time não mudará após derrota no clássico

O América saiu de cabeça erguida após perder a invencibilidade de quatro meses que mantinha desde a reta final da Série B do Brasileirão no ano passado. Na visão do atacante Aylon, a derrota por 1 a 0 para o Cruzeiro, neste domingo, no Mineirão, pela quinta rodada do Campeonato Mineiro, aconteceu depois que o time decidiu sair para o jogo, no segundo tempo.

“No primeiro tempo, quando estávamos só nos defendendo, não tomamos gol. No segundo tempo, a gente se propôs a jogar mais. No início demos uma tranquilidade no jogo e ficamos mais com a bola. Mas em uma saída deles, resultou no gol”, afirmou.

Há 15 partidas, o América não sabia o que era perder. A equipe vinha de dez vitórias e cinco empates e não era derrotada desde o dia 1º de outubro do ano passado, quando caiu por 2 a 1 para o Oeste, no Independência, pela Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time alviverde se manteve com dez pontos, três atrás do Cruzeiro que agora lidera o Estadual de forma isolada.

Para Aylon, o resultado negativo não abala a confiança dos jogadores. Pelo contrário, já que este foi o primeiro duelo contra uma equipe da Série A e serviu como um termômetro do que o América irá encontrar pela frente para alcançar o principal objetivo do clube na temporada: se manter na Elite do Campeonato Brasileiro.

“A gente continua forte, temos uma identidade muito boa, uma característica de jogo e não vamos mudar isso. Vamos ter vários jogos assim durante o ano na Série A. Foi um bom teste para nós para ver a capacidade do time”, avaliou.

Posts Em Destaque
Posts Recentes