Sobe para 36 número de mortes por febre amarela em Minas Gerais

Subiu para 36 o número de mortes em decorrência da febre amarela em Minas Gerais desde dezembro de 2017. O número foi confirmado pelo subsecretário de Vigilância e Proteção à Saúde de Minas Gerais, Rodrigo Said, nesta terça-feira (30). Nenhuma das vítimas havia sido vacinada.

Ao todo, o estado tem registro de 81 casos confirmados de febre amarela. Destes 77 são homens e quatro mulheres. Ainda segundo Said, 66% das mortes estão registradas na Região Metropolitana de Belo Horizonte. A média de idade das pessoas infectadas é de 47 anos. Atualmente, o índice de letalidade da febre amarela no estado está em 44,4%.

No estado, outros 208 casos continuam em investigação e 56 casos suspeitos foram descartados, conforme o último boletim epidemiológico.

Em janeiro de 2017, o número de mortes pela doença no estado, segundo a Secretaria de Saúde, era 40, contadas desde dezembro de 2016. À época, a secretaria tinha registro de 844 casos confirmados.

O governo de Minas Gerais decretou situação de emergência em cinco áreas do estado, somando 162 municípios. A cidade de Nova Lima, na Região Metropolitana, é a com mais mortes por febre amarela no estado – totalizando seis.

As mortes confirmadas se referem a pacientes das seguintes cidades:

  • seis em Nova Lima, na Região Metropolitana;

  • quatro em Mariana, na Região Central;

  • três em Belo Horizonte;

  • três em Brumadinho, na Região Metropolitana;

  • duas em Rio Acima, na Região Metropolitana;

  • uma em Alvinópolis, na Região Central;

  • uma em Barão de Cocais, na Região Central;

  • uma em Barra Longa, na Zona da Mata;

  • uma em Caeté, na Região Metropolitana;

  • uma em Carmo da Mata, no Centro-Oeste;

  • uma em Goianá, na Zona da Mata;

  • uma em Juiz de Fora, na Zona da Mata;

  • uma em Mar de Espanha, na Zona da Mata;

  • uma em Mateus Leme, na Região Metropolitana;

  • uma em Piranga, na Zona da Mata;

  • uma em Poço Fundo; no Sul de Minas;

  • uma em Ponte Nova, na Zona da Mata;

  • uma em Porto Firme; na Zona da Mata;

  • uma em Presidente Bernardes, na Zona da Mata;

  • uma em Raposos, na Região Metropolitana;

  • uma em Santa Bárbara, na Região Central;

  • uma em São Tomé das Lestras, na Região Sul;

  • uma em Viçosa, na Zona da Mata.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

 Alternativa FM