Paredão vascaíno: TN30 revela Arrascaeta ‘p... da vida’ com compatriota Martín Silva

O goleiro uruguaio Martín Silva foi o nome do jogo na derrota do Cruzeiro para o Vasco por 1 a 0, neste domingo, na despedida do clube celeste da torcida no Mineirão nesta temporada. Na saída de campo, o meia Thiago Neves elogiou o adversário, que fez grandes defesas, e revelou o sentimento de Arrascaeta com o companheiro de Seleção Uruguaia.

“Ele (Martín Silva) estava impossível, pegando tudo. O Arrascaeta estava p... da vida com ele. A tarde foi dele. O Cruzeiro jogou bem, o tempo inteiro jogou em cima do Vasco, tabelando por dentro. A gente podia jogar o dia inteiro que a bola não ia entrar. Mas saio de cabeça erguida pelo o que fizemos. O torcedor reconheceu o nosso esforço”, declarou.

Com a derrota, apenas a quarta no Gigante da Pampulha em 2017, o Cruzeiro estacionou nos 56 pontos e não tem mais chances de terminar o Brasileirão no G4, que era o objetivo do clube após conquistar a Copa do Brasil. Faltando apenas uma rodada – pega o Botafogo, no próximo domingo, no Rio de Janeiro –, a distância para o Palmeiras, quarto colocado, é de quatro pontos.

‘Que não venham para nos atrapalhar’, diz meia sobre a nova diretoria em meio à política turbulenta do clube

Thiago Neves também comentou sobre os bastidores do Cruzeiro. Após as trocas de acusações na mídia entre o ex-vice-presidente de futebol, Bruno Vicintin, e o próximo homem forte do futebol celeste, Itair Machado, e que também envolveu o atual presidente Gilvan de Pinho Tavares e o futuro mandatário Wagner Pires de Sá, o camisa 30 da Raposa se posicionou, apesar de garantir que os jogadores não se intrometem.

“A gente fica fora. Procuramos não nos meter, pois atrapalha se entrarmos. A diretoria anterior eu tenho um carinho muito grande pelo Klauss (Câmara, diretor de futebol), pelo Bruno (Vicintin, ex-vice-presidente de futebol), pelo Tinga (gerente de futebol). Não conheço quem vai chegar, mas a gente espera que seja o mesmo ambiente. Como falei há algum tempo, que não venham para nos atrapalhar, pois nosso ambiente é o melhor possível”, afirmou.

“Estão pegando um grupo muito bom, que não gosta de polêmica, e só gosta de trabalhar e jogar. Temos que caminhar juntos em 2018. Não adianta a diretoria fazer uma coisa e os jogadores outra. É todo mundo junto, pois quem vai ganhar é o Cruzeiro”, completou.

Durante esta semana, Bruno Vicintin acusou Itair Machado de tê-lo ameaçado de morte e registrou um boletim de ocorrência. O ex-presidente do Ipatinga negou o fato e entrou com uma queixa-crime contra o ex-dirigente celeste.

No âmbito da presidência do Cruzeiro, o atual mandatário Gilvan de Pinho Tavares também afirmou ter recebido ameaças de Itair Machado, além de criticar a postura de Wagner Pires de Sá, seu sucessor.

Após ter apoiado Wagner nas eleições de outubro, Gilvan assumiu que rompeu relações com o próximo presidente depois que Itair foi chamado para compor a diretoria, o que, segundo ele, tinha sido rechaçado antes do pleito. Assim, Gilvan se sentiu traído.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

 Alternativa FM