Pé calibrado: Otero consegue marcar gol olímpico e do meio-campo na mesma temporada

Quando o Atlético contratou por empréstimo o venezuelano Rómulo Otero, em julho do ano passado, vieram à tona as principais qualidades do meia após pesquisas na internet: os chutes de longa distância e as cobranças de falta. Com o pé calibrado, o camisa 11 do Galo conseguiu uma proeza ao marcar, na mesma temporada, um gol do meio de campo e outro olímpico.

O golaço do meio-campo, anotado nesse domingo na vitória alvinegra por 3 a 0 sobre o Coritiba, no Independência, pelo Campeonato Brasileiro, foi o primeiro na carreira de Otero. “Estava olhando o goleiro que ficava muito adiantado. Chutei no gol e a hora que entrou foi uma felicidade muito grande. Nunca tinha feito um gol desses”, disse.

Após a partida, o armador revelou que tinha feito uma aposta com o goleiro Victor, que o desafiou a marcar da metade do gramado assim como havia feito Ronaldinho Gaúcho em um treino na época em que estava no Atlético.

O gol digno de placa no Horto aconteceu menos de seis meses após outra pintura feita por Otero. No dia 31 de maio, o venezuelano marcou um gol olímpico na vitória do Atlético por 2 a 0 sobre o Paraná, também no Independência, que classificou o time para as quartas de final da Copa do Brasil. Assim como o do meio-campo, esse também foi o primeiro da carreira do camisa 10 da Seleção Venezuelana.

“Estou muito contente pelo gol, mas mais contente ainda pela classificação. Importante. A gente trabalhou demais para conseguir. Foi o primeiro gol olímpico que marquei na carreira”, comemorou Otero na época.

Esses dois não foram os únicos golaços na curta carreira de Otero no Atlético. O meia já anotou alguns belos gols de falta, além de um incomum na vitória sobre o Tombense, em fevereiro deste ano, pelo Campeonato Mineiro. Após uma virada de jogo, ele recebeu pela direita, dominou na lateral da grande área e, com a bola quicando, emendou uma bomba encobrindo o goleiro.

Em 2014, peruano fez gol olímpico e outro do meio-campo no mesmo jogo

Se o feito de Otero em 2017 já é difícil de conseguir, o peruano Carlos Lobatón anotou as duas pinturas em um mesmo jogo. No dia 17 de julho de 2014, o meia, que atuava pelo Sporting Cristal, marcou um gol olímpico e outro de trás do meio-campo na vitória por 4 a 3, de virada, sobre o Juan Aurich, pelo Torneio Apertura do Campeonato Peruano.

Após o Sporting Cristal sair atrás no placar, Lobatón empatou a partida ao cobrar escanteio com efeito e acertar direto no gol. No fim do primeiro tempo, o meia peruano roubou a bola no campo de defesa, viu o goleiro adiantado e, antes do meio-campo mandou o torpedo encobrindo o goleiro do Aurich.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

 Alternativa FM