Atlético precisará de sequência inédita no Brasileirão para tentar vaga na Libertadores

Bastante irregular no Campeonato Brasileiro, o Atlético precisará atingir uma regularidade que o time ainda não alcançou na competição para continuar sonhando com uma vaga na Copa Libertadores 2018. Faltando três rodadas para o término do Nacional, o Galo terá que obter 100% de aproveitamento para tentar voltar ao torneio internacional – mesmo assim não é garantido.

Os três compromissos restantes do Alvinegro no Brasileiro são contra Coritiba, no próximo domingo, no Independência, Corinthians, no Itaquerão (que deverá marcar a entrega da taça de campeão ao time paulista), e Grêmio, em casa. Após o empate com o Vasco, no Rio de Janeiro, o técnico Oswaldo de Oliveira se mostrou otimista com a possibilidade de vencer as três partidas.

Mas o problema é que o Galo ainda não conseguiu emplacar a sequência de três vitórias no Brasileirão. O máximo foram dois triunfos consecutivos, obtidos em apenas duas oportunidades: nas rodadas 10ª/11ª, quando bateu a Chapecoense por 1 a 0 fora de casa e ganhou o clássico contra o Cruzeiro por 3 a 1, no Independência, e nas 26ª/27ª, ao vencer o Atlético-PR, em Curitiba, por 2 a 0, e o São Paulo, no Horto, por 1 a 0.

Caso consiga tal feito, o Atlético chegará aos 56 pontos, mas ainda dependeria de tropeços dos concorrentes para voltar a Libertadores. Em 2009, após queda de rendimento na reta final, o time alvinegro atingiu esta pontuação e terminou o Brasileiro em sétimo lugar.

Atualmente, os sete primeiros colocados garantem vaga na Libertadores porque o Cruzeiro, campeão da Copa do Brasil, ocupa a quinta posição e está abrindo lugar na competição internacional para o sétimo. Desta forma, curiosamente, os atleticanos terão que torcer para a Raposa ficar entre os seis primeiros.

Desde 2006, quando o Brasileiro passou a ser disputado com 20 clubes, somente em quatro edições o sétimo colocado alcançou 56 pontos ou menos: Botafogo - 53 (2008), Atlético - 56 (2009), Botafogo - 55 (2012) e Corinthians - 55 (2016).

Chances maiores

Outra possibilidade aumentaria a chance de o Atlético obter uma vaga no torneio continental em 2018. Além de contar com o Cruzeiro no G6, o clube alvinegro precisará torcer para o Grêmio ser campeão da Libertadores deste ano – a equipe gaúcha disputará o título contra o Lanús, da Argentina. Assim, o G7 viraria G8, já que o Tricolor é o vice-líder.

Para a chance atleticana ser ainda maior, além de torcer para o Cruzeiro permanecer entre os seis primeiros e para o Grêmio ser campeão da Libertadores, o Flamengo precisa conquistar a Copa Sul-Americana. O Rubro-Negro está nas semifinais e enfrentará o Junior Barranquilla, da Colômbia. No entanto, além do título, a equipe carioca, que está em sétimo, teria que terminar o Brasileirão em nono lugar, no máximo.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo