No Mineirão lotado, Cruzeiro enfrenta Flamengo por sonho do penta da Copa do Brasil

Com expectativa do quinto título da Copa do Brasil e quebra de recorde de público do novo Mineirão, o Cruzeiro recebe o Flamengo, nesta quarta-feira, às 21h45. Após o empate por 1 a 1 no jogo de ida da final, no Maracanã, a Raposa precisa de uma vitória simples para levantar o caneco e igualar o Grêmio como maior vencedor do torneio.

Há semanas, torcida e jogadores do Cruzeiro esperam por este jogo. Em meio à disputa do Campeonato Brasileiro, a cada partida do Nacional só se falava sobre o duelo contra o Flamengo. Agora chegou o grande dia. Será a oportunidade para o Cruzeiro faturar um título de expressão após o bicampeonato brasileiro de 2013/2014 e fechar a administração de Gilvan com chave de ouro, após muitas cobranças à diretoria devido à queda de rendimento da equipe entre 2015 e 2016.

Na disputa desde a 1ª fase, o Cruzeiro precisou passar por equipes pequenas e grandes até chegar à decisão. Na reta final, o Cruzeiro eliminou gigantes como São Paulo, Palmeiras e Grêmio. As classificações devolveram a confiança à equipe, que vinha abalada pela perda do título mineiro e da eliminação na primeira fase da Copa Sul-Americana.

“Chegamos bem, como a gente queria. Crescemos durante o ano. Aprendemos com os nossos erros. Acreditamos nas nossas façanhas, de degrau em degrau. Na Copa do Brasil você vai sentindo a sua melhora a medida que se chega à final. Agora temos que fazer o último dia o que é necessário”, declarou o técnico Mano Menezes, que poderá conquistar o seu primeiro título no comando do Cruzeiro.

“A final é um momento especial. São jogos diferentes, título máximo da competição. Fizemos primeiro tempo bem jogado. O ambiente vai estar favorável, Mineirão é nossa casa. Agora cabe a nós fazer bem-feita a nossa parte”, completou o treinador, que já conquistou a Copa do Brasil de 2009 quando comandava o Corinthians.

Em coletiva nesta terça-feira, Mano confirmou apenas Alisson como titular. O meia-atacante se recuperou de uma entorse no joelho direito e vem treinado desde sábado. O restante do time é um mistério, mas não deve fugir da base que vem jogando. A única dúvida é no ataque: com Rafael Sobis suspenso, entra o jovem Raniel ou Arrascaeta ganha a vaga?

No Flamengo, o técnico Reinaldo Rueda poderá contar com o retorno do atacante Paolo Guerrero, que não atuou na partida de ida, no Maracanã, porque estava suspenso pelo terceiro cartão amarelo.

Outro que deve jogar é Éverton, que se recupera de uma lesão na panturrilha. Nesta terça-feira, o treinador confirmou que o atacante entrará em campo. No gol, Alex Muralha retorna. No primeiro jogo, Thiago foi escolhido, mas falhou no gol do Cruzeiro, marcado por Arrascaeta, ao rebater um chute fraco de Hudson de fora da área.

Todos os 54 mil ingressos destinados às duas torcidas já esgotaram há semanas, assim como os bilhetes comercializados pela Minas Arena, administradora do Mineirão. Além disso, houve redução da divisão entre os torcedores celestes e rubro-negros nas arquibancadas, possibilitando a venda de mais cadeiras, que também já acabaram. Assim, o Cruzeiro deve bater o recorde de público do novo Mineirão, que pertence ao fatídico jogo entre Brasil x Alemanha, pelas semifinais da Copa do Mundo de 2014, quando 58.141 pessoas assistiram à goleada de 7 a 1 dos alemães.

Acompanhe, a partir das 20h, a cobertura completa da partida dentro do programa Bastidores, e, a partir das 21h, a Jornada Esportiva da Itatiaia com o 1º Time do Rádio. Narração de Alberto Rodrigues, comentários de Cadu Doné e Léo Figueiredo e reportagens de Samuel Venâncio, Álvaro Damião, Fabrício Calazans e Thiago Reis.

Cruzeiro x Flamengo

Cruzeiro: Fábio; Ezequiel, Léo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Hudson, Robinho Thiago Neves e Alisson; Raniel (Arrascaeta). Técnico: Mano Menezes

Flamengo: Alex Muralha; Pará, Rever, Juan e Renê (Trauco); Cuéllar, Willian Arão e Diego; Berrío, Guerrero e Éverton. Técnico: Reinaldo Rueda

Motivo: segundo jogo – final da Copa do Brasil Data: 27 de setembro de 2017, quarta-feira, às 21h45 Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (FIFA-SP) Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse (FIFA- SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (FIFA-SP) Adicionais: José Cláudio Rocha Filho (CBF-SP) e Adriano de Assis Miranda (CBF-SP)

Posts Em Destaque
Posts Recentes