Itaúna terá castramóvel permanente para controle da população canina

Parceria entre Governo, Ministério Público e Município reforça programa de prevenção e intensifica trabalhos de combate à Leishmaniose

A Prefeitura de Itaúna deu início, nesta terça-feira, 26 de setembro, aos trabalhos para a intensificação do Programa de Vigilância e Combate à Leishmaniose Visceral Canina. A execução do projeto começa com a capacitação dos agentes comunitários de saúde e de endemias. A Gerência Regional de Saúde – GRS, disponibilizou o profissional de referência técnica para o treinamento, que segue até quinta-feira, 28, culminando na qualificação de aproximadamente 240 servidores.

O objetivo é preparar os funcionários da área para que possam prestar orientações às famílias, contribuindo com o processo de conscientização sobre posse responsável, além de informá-las sobre as medidas de prevenção à doença. Entre as ações previstas está também a realização de um censo, que vai viabilizar os dados concretos sobre a população de cães na cidade.

“A Leishmaniose é uma enfermidade de difícil diagnóstico, com tratamento difícil, inclusive doloroso, e alto índice de mortalidade. Estamos empenhados em diminuir a proliferação, o que passa pela castração, visto que é importante reduzir os índices de crescimento populacional de cachorros para que possamos alcançar bons resultados”, explica o gerente municipal de Vigilância em Saúde, Jarbas Melo.

Serviços itinerantes a partir de 2018

Para a próxima fase do projeto está programada uma audiência pública, unindo representantes do poder público e da sociedade na busca de propostas para que as ações sejam ampliadas. Por fim, cumpridos todos os passos previstos no programa, garantido pela união da Prefeitura com a Gerência Regional de Saúde e o Ministério Público de Minas Gerais – MPMG, o Município receberá um Castramóvel, doação da Associação Regional de Proteção Ambiental – Arpa, entidade que faz parte do MPMG. O veículo deve chegar entre janeiro e fevereiro a Itaúna, onde será montada a base, e ficará disponível para assistência à microrregião, formada ainda por Itatiaiuçu, Itaguara e Piracema. A proposta da parceria é viabilizar as castrações de cachorros domésticos e de rua, machos e fêmeas, com a identificação dos mesmos por meio de chips.

O servidor público estadual Gilmar Santos, referência técnica da GRS que está em Itaúna para a capacitação dos agentes, reforça a importância da conscientização para que sejam alcançados bons resultados no combate e controle da Leishmaniose. “A Organização Mundial de Saúde preconiza que a população canina fique entre 8% e 10% da humana. Itaúna deveria ter aproximadamente 8.600 e, pelos dados da última campanha de vacinação antirrábica já são mais de 20 mil cães e gatos nas casas da zona urbana e rural”, comentou.

De acordo com o profissional, a partir da realização do censo e da chegada do Castramóvel, haverá mutirões para castrar os animais de ruas em todas as regiões da cidade, de dois em dois meses. “E as pessoas precisam se conscientizar de que a população de animais de rua não é um problema gerado pela Prefeitura, mas pela própria sociedade. É necessário que as pessoas estejam cientes dos gastos mensais para manter os bichinhos e que não devem simplesmente comprar ou adotar e depois, simplesmente abandonar”, ressaltou.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

 Alternativa FM