Mano Menezes exalta terceira vitória seguida do Cruzeiro antes de finalíssima contra o Flamengo

O técnico Mano Menezes não escondeu a sua satisfação com a boa fase atravessada pelo Cruzeiro após a vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-GO, conquistada no último domingo, em Goiânia, onde o time emplacou o seu terceiro triunfo consecutivo e se garantiu na quinta posição do Campeonato Brasileiro, com 40 pontos.

O triunfo fora de casa sobre o desesperado lanterna da tabela veio apesar do fato de que o treinador mandou a campo uma escalação alternativa, poupando a maioria dos seus titulares para o confronto de volta da final da Copa do Brasil, quarta-feira, contra o Flamengo, às 21h45, no Mineirão.

"O importante é que o Cruzeiro conquistou a tão sonhada terceira vitória consecutiva e, junto com o Avaí, é a única equipe da Série A que não tem derrota nas últimas cinco partidas. Por isso estamos em 5º lugar. Por isso que a equipe vem vivendo esse momento e, não tenha dúvida nenhuma, que é, na maior parte, pela entrega dos jogadores, a consciência de representar o Cruzeiro dentro de campo. Eu vejo isso nos nossos jogadores e isso me deixa muito orgulhoso", afirmou Mano Menezes, em entrevista coletiva.

Antes de passar pelo Atlético-GO, o Cruzeiro superou a Chapecoense por 2 a 1 (fora de casa) e o Bahia (como mandante) nas duas rodadas anteriores do Brasileirão. Essa sequência aconteceu depois de a equipe mineira ter empatado por 1 a 1 com o Flamengo, no Maracanã, na partida de ida da decisão da Copa do Brasil.

A nova vitória fez o time cruzeirense ultrapassar justamente o Flamengo, que caiu para o sétimo lugar, com 39 pontos, após empatar por 1 a 1 com o Avaí, em casa, no último sábado, quando também atuou com uma equipe repleta de reservas visando a final de quarta-feira.

Já o Cruzeiro soube aproveitar as fragilidades do Atlético-GO, que segue estacionado na última posição, com 22 pontos. E Mano festejou o fato de que o seu time soube administrar a vantagem que construiu após abrir 2 a 0 em apenas 21 minutos.

"Circunstancialmente, sabíamos que seria um jogo difícil. As chances que tivemos no primeiro tempo, uma parte pelos nossos méritos e outra pela dificuldade do adversário de marcar a gente não iam se repetir na segunda parte. Quando perdemos os gols ou as jogadas de gols no primeiro tempo, a gente sabia que a conta viria no segundo. O time, por ser tão mexido e por faltar ritmo, não conseguiria fazer aquilo em dois tempos e que o adversário iria arriscar mais", analisou.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

 Alternativa FM