Kalil fala sobre estádio do Galo e revela que Nepomuceno não disputará reeleição

“Se quiserem discutir se é bom ou ruim o estádio, posso responder. Se shopping fosse bom, o Barcelona tinha, o Real Madrid tinha e o Arsenal tinha. Então, se eles têm estádio, provavelmente estádio deve ser melhor do que shopping”. Foi assim que o ex-presidente do Atlético e atual prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, resumiu sua posição favorável à construção do estádio do clube.

Em uma longa entrevista à Itatiaia, Kalil falou sobre a importância da obra para o futuro do Atlético e da votação do Conselho Deliberativo do clube nesta segunda-feira que decidirá se o projeto do estádio irá adiante ou não. Estará em discussão a venda ou não de 50,1% do shopping Diamond Mall para a Multiplan, atual administradora do empreendimento, o que geraria R$ 250 milhões para a construção da arena. Para aprovação, serão necessários 260 votos a favor, ou seja, dois terços dos 390 conselheiros aptos a votar.

O estádio custará R$ 410 milhões, mas, de acordo com o Atlético, nenhum centavo sairá do futebol. Os outros R$ 160 milhões serão captados por meio das vendas do naming rights (a MRV comprou os direitos por R$ 60 milhões) e das cadeiras cativas (R$ 100 milhões, sendo que 60% do valor já foi garantido pelo banco BMG). O terreno, localizado no Bairro Califórnia, Região Noroeste de BH e avaliado em R$ 50 milhões, foi doado pela família de Rubens Menin, presidente da MRV.

Durante o bate-papo, Kalil falou ainda sobre a eleição à presidência do Atlético, que acontecerá no fim deste ano. O ex-mandatário alvinegro acabou com as especulações e revelou que Daniel Nepomuceno, atual presidente, não irá se candidatar à reeleição.

“Parece que o Daniel não quis (disputar) a reeleição ontem ou no mês passado. Eu já sei que ele não seria candidato à reeleição há seis meses. Claro que é uma escolha pessoal dele. Quando ele veio me falar que não queria ser candidato, eu disse ‘Daniel, volta pra casa e pensa’. Até pela idade dele, eu disse ‘volta pra casa e pensa’, mas ele falou ‘não quero, não quero’. Então, é claro que quem escolheu não ser presidente do Atlético foi ele”, declarou.

Com a desistência de Nepomuceno, o advogado Sérgio Sette Câmara é o nome especulado para ser o candidato da situação no pleito que acontecerá em dezembro. A oposição já tem dois pré-candidatos: os empresários Fred Couto e Fabiano Ferreira.

Posts Em Destaque
Posts Recentes