Rogério Micale vê Atlético sem confiança e pede apoio da torcida por reação na temporada

A estreia de Rogério Micale no comando do Atlético mostrou que o treinador terá trabalho para recolocar a equipe no trilho das vitórias. Afinal, o time foi eliminado nas quartas de final da Copa do Brasil ao perder por 3 a 0 para o Botafogo, na noite de quarta-feira, no Engenhão, o deixando com a impressão de que o seu primeiro desafio será recuperar a confiança do elenco.

"Eu falei aos jogadores que o momento é de resgatar a confiança, em primeiro lugar. É trabalhar e tentar, já no próximo jogo, dar uma resposta melhor", afirmou Micale, lamentando o começo complicado à frente do time. "Uma eliminação nunca é positiva, ainda mais em uma estreia", acrescentou.

Diante do Botafogo, o Atlético teve maior controle da posse de bola, mas pouco ameaçou o adversário, praticamente não dando trabalho a Jefferson. E Micale reconheceu que tornar o time mais incisivo no ataque para finalizar mais vezes será um dos problemas a resolver.

"Temos de melhorar isso. Qualquer condição só vai vir com treinamento. Se não temos tanto tempo, temos de resolver na conversa. Passa também pela confiança, de chutar mais de fora da área, incomodar o goleiro. Quando se pega equipes fechadas, como o Botafogo, ou é amplitude pelas laterais ou chutes de média distância. Temo que ter confiança. Vamos conversar e no tempo que tiver, vamos otimizar isso, com conceitos que já foram dados pelo Roger e agregando outros", disse.

Com títulos da Copa Libertadores em 2013 e da Copa do Brasil em 2014 e vice-campeonatos do Brasileirão em 2012 e 2015 e da Copa do Brasil em 2016, o Galo viveu nos últimos anos alguns dos melhores momentos da sua história. E Micale apontou que a recente era vencedora pressiona ainda mais a equipe nesse momento de instabilidade.

"Nos acostumamos a ganhar, foi um período de muitas conquistas. Nos acostumamos a brigar por todas as competições. Criamos essa obrigação pelo histórico, mas nem sempre é possível. É ter equilibro nesse momento", afirmou Micale, que fez um apelo pelo apoio da torcida para recuperar o Atlético.

"Sei que o torcedor está chateado por tudo o que vem acontecendo. Mas essa é a hora do apoio. Sei que é difícil, mas se esses jogadores não forem apoiados, a situação vai dificultar ainda mais. Vamos reverter isso jogando futebol. O time é bom, tem qualidade. Tem jogadores experientes, que já passaram por momentos como esse. Vamos dar essa resposta, ninguém vai fazer isso pela gente", comentou.

O técnico, mesmo em seu jogo de estreia, garantiu ter a sua parcela de culpa pela eliminação na Copa do Brasil e prometeu que o time ainda pode terminar a temporada bem, pois segue vivo na Copa Libertadores e tem condições de se recuperar na sequência do Brasileirão.

"Eu tenho culpa, a minha é tão igual a deles, mesmo no primeiro jogo. Aceitei o desafio, sabia da responsabilidade e da pressão. Mas tenho confiança que vamos sair. A gente se apega ao que nós temos. Tínhamos a Copado Brasil e temos a Libertadores. Não é uma desculpa, é questão de possibilidade. Agora não temos mais a Copa do Brasil. Temos a Libertadores e vamos buscar uma recuperação no Brasileiro. Vamos trabalhar", afirmou.

Após a derrota para o Botafogo e a eliminação na Copa do Brasil, o Atlético voltará a jogar no próximo domingo, quando vai visitar o Coritiba, no Couto Pereira, pela 17ª rodada do Brasileirão.

Posts Em Destaque
Posts Recentes