No primeiro de dois duelos seguidos em casa, Atlético pega Bahia tentando recuperar mantra

O embalo do Atlético no Campeonato Brasileiro depende da melhora no rendimento do time em casa. Com a quarta pior campanha como mandante na competição, a equipe alvinegra tenta recuperar o mantra ‘Caiu no Horto, tá morto’, cantado pela torcida, nos dois próximos compromissos, que serão em Belo Horizonte. Para isso, a reação terá que começar no primeiro duelo, nesta quarta-feira, às 21h45, diante do Bahia, no Independência, pela 15ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Voltar a vencer em casa para subir na tabela é o objetivo do Alvinegro, que terá o Vasco, no próximo domingo, no Horto. Pela sequência em BH, é fundamental que o Atlético consiga fazer o dever de casa nesta quarta-feira diante do Tricolor Baiano.

Antes temido pelos adversários no Horto, o Galo tem sido uma presa fácil neste ano. Em sete jogos em casa no Brasileirão, o time venceu apenas dois, empatou outros dois e foi derrotado três vezes, obtendo um aproveitamento de 38,1%, o quarto pior entre os 20 clubes da Série A.

Com a má campanha em casa, que contrasta com o desempenho como visitante (o quarto melhor), o Atlético ocupa apenas a 11ª posição, com 20 pontos, dois atrás do Botafogo, que fecha o G6, e quatro a menos do que o Flamengo, último integrante do G4.

“Acredito que, a partir deste jogo, vamos construir uma nova história e conquistar esses dois bons resultados, que serão de extrema importância para a gente, para nossa ambição no campeonato, que é brigar na parte de cima. Sabemos a dificuldade que vamos enfrentar contra Bahia e Vasco, mas estamos preparados para fazer um grande jogo, conquistar esses três pontos, e, depois, pensar no Vasco e conquistar mais três pontos também”, destacou o zagueiro Gabriel.

Um tabu de quase 15 anos joga a favor do Galo neste confronto. A última derrota para o Bahia aconteceu no longínquo Brasileirão de 2002, quando o time mineiro perdeu por 5 a 3, em Salvador, no dia 13 de outubro. No entanto, apesar do jejum favorável, os dez jogos realizados de lá para cá mostram certo equilíbrio entre as equipes, já que houve seis empates, com o Atlético vencendo os outros quatro duelos.

Para esta partida, o técnico Roger Machado não poderá contar com o atacante Robinho, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Assim, Marlone deverá ser mantido na equipe titular. Por outro lado, Luan está de volta. Recuperado de edema na coxa esquerda, o meia-atacante foi relacionado e vai começar no banco de reservas.

Roger Machado também estará reforçado nas duas laterais. Na direita, Marcos Rocha voltará ao time após ser poupado na vitória sobre o Atlético-GO, em Goiânia, no último fim de semana. Já Fábio Santos retoma a posição na esquerda depois de cumprir suspensão.

No Bahia, 14º colocado com 16 pontos, o técnico Jorginho segue com o desfalque do atacante Rodrigão, que não viajou com a delegação por ser vetado pelo departamento médico devido a uma luxação no dedão do pé esquerdo. Outros que estão fora do duelo contra o Galo são os volantes Edson e Renê Júnior, suspensos. Por outro lado, o treinador terá o retorno do zagueiro Tiago, ex-Atlético, e do meia Zé Rafael, que cumpriram suspensão no empate com o Avaí.

Acompanhe, a partir das 21h05, a Jornada Esportiva da Itatiaia, com o 1º Time do Rádio. Narração de Mário Henrique, comentários de Cadu Doné e reportagens de Cláudio Rezende, Álvaro Damião e Thiago Reis.

Atlético x Bahia

Atlético: Victor; Marcos Rocha, Bremer, Gabriel e Fábio Santos; Adilson, Rafael Carioca, Elias, Cazares e Marlone; Fred. Técnico: Roger Machado

Bahia: Jean; Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Matheus Reis; Matheus Sales, Juninho, Régis e Zé Rafael; Mendoza e João Paulo. Técnico: Jorginho

Motivo: 15ª rodada do Campeonato Brasileiro Data: 19 de julho de 2017, quarta-feira, às 21h45 Local: Estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)

Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP) Auxiliares: Anderson José Coelho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo