Enderson admite rodar elenco do América e avalia opções para jogo contra Guarani

Com o triunfo por 2 a 0 sobre o Boa Esporte, nessa terça-feira, no Independência, o América chegou ao sétimo jogo invicto na Série B do Campeonato Brasileiro e ficou na terceira colocação, com 23 pontos. Em bom momento, o Coelho sofre com o desgaste e pode passar por revezamento na equipe titular, como admitiu o técnico Enderson Moreira. O comandante considerou alterar o time para o próximo compromisso, contra o vice-líder Guarani, neste sábado, às 16h30, novamente no Horto, pela 14ª rodada da Segunda Divisão.

“Vamos ter que começar a rodar um pouco o nosso elenco. Nessa sequência de jogos, a gente vai perder um ou outro atleta mesmo. É muito complicado, mas espero que a gente possa recuperar bem para fazer um grande jogo no sábado. Fico feliz com a participação do nosso torcedor e espero que sábado tenhamos um grande público para acompanhar um grande jogo. Um confronto direto rumo à nossa manutenção no G4”, declarou o treinador. Contra o Guarani - e possivelmente por mais jogos - , o América deve ter dois desfalques: Pará e Renan Oliveira, que deixaram o campo lesionados na vitória sobre o Boa. O lateral-esquerdo teve uma luxação na articulação da clavícula com o ombro. Já o meia sofreu um estiramento no músculo adutor da coxa esquerda. Em compensação, o time terá o retorno do volante Ernandes, que cumpriu suspensão automática, além do lateral-direito Christian, poupado no último jogo. Enderson Moreira analisou as opções no elenco para suprir as baixas. “Vamos analisar bem. A questão do Giovani é que ele teve uma série de pequenos problemas. Nada muito grave, mas que impediu que ele pudesse ter uma participação normal nos treinamentos. É uma ótima opção. Nós temos o Gerson Magrão também, que pode fazer a lateral e o próprio Ernandes. Ainda é cedo para poder tomar essa decisão. Vou pensar bem e estudar a equipe do Guarani. Precisamos saber o que vamos enfrentar. Saber qual atleta que pode encaixar melhor. Se o Giovani tiver em uma condição muito boa, e isso a gente pode ter uma ideia nos próximos treinamentos, se ele suportar bem, pode ser a primeira opção, até porque é o jogador da função (lateral esquerda)”, avaliou. Enderson Moreira também destacou a formação do grupo para a Série B, com contratações pontuais, e comentou a saída do volante Gustavo Blanco para o Atlético. “É uma coisa muito importante para a gente. Desde o começo, quando começamos a esboçar essa equipe, nós colocamos nas reuniões com os presidentes a necessidade de se ter uma equipe forte e competitiva. Que a gente tivesse boas peças e pudesse buscar no mercado boas alternativas. Para o Campeonato Mineiro, sabíamos que estávamos formando uma nova equipe. Se chegasse todo mundo ao mesmo tempo seria muito complicado. Tentamos fazer o movimento grande no mercado, mas não tão amplo como a gente imaginava que deveria ser. Foi importantíssimo porque teríamos muitas conclusões do Estadual e sabíamos exatamente o que buscar no mercado para poder nos qualificar mais. Esse movimento entre o Estadual e o início da Série B foi importantíssimo. Claro que até esse atletas chegarem e entrarem demanda um tempo. Nos investimos no Juninho e no Gustavo Blanco para o Estadual e o perdemos em determinado momento da Série B. Isso nos trouxe algumas dificuldades. Mas foi importante para a gente buscar um outro caminho”, concluiu.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

 Alternativa FM