Itaúna se prepara para receber sinal digital de TV

Prefeitura assina convênio e garante 5 mil kits de conversores para as famílias de baixa renda do Município

A TV digital está perto de ser uma realidade em Itaúna. Com o desligamento do sinal analógico, oficialmente definido para o mês de novembro, prefeituras do colar metropolitano de Belo Horizonte estão assumindo o compromisso de ajudar a população a migrar para a nova tecnologia. Itaúna, na região Centro-Oeste, será uma das 35 cidades mineiras que fará a transição de sistema.

Para o Município está prevista a distribuição gratuita de 5 mil kits, que contêm uma antena UHF, um conversor com controle remoto e cabos. Os equipamentos serão entregues às famílias cadastradas nos programas sociais do governo federal e foram garantidos após a assinatura do Termo de Cooperação entre a Prefeitura de Itaúna e a Seja Digital, entidade responsável pelo processo de digitalização do sinal de televisão no Brasil.

O ato foi realizado na Assembleia Legislativa de Minas Gerais nessa quinta-feira, 29 de junho. O secretário municipal de Governo, Heli Maia, representou o prefeito Neider Moreira. “O convênio é um avanço na política assistencial, pois, garante a democratização no uso da tecnologia”, afirmou. “O Município está em fase de alinhamento com as Secretarias de Assistência Social, Educação e Cultura, Saúde e Esporte e Lazer para definir as estratégias de abordagem para que a maior parte da população tenha acesso à tecnologia”, completou.

De acordo com a gerente regional da Seja Digital, Deisy Fonseca, os kits serão destinados às famílias de baixa renda, inscritas em qualquer programa social do governo federal e no Cadastro Único. “A nossa meta é não deixar ninguém para trás e a parceria com as prefeituras é fundamental para atingir esse objetivo”, analisou.

Os municípios que assinaram o acordo, terão o sinal analógico da TV aberta encerrado em 08 de novembro. São eles: Araçaí; Baldim; Belo Horizonte; Brumadinho; Cachoeira da Prata; Caeté; Capim Branco; Confins; Contagem; Esmeraldas; Florestal; Fortuna de Minas; Funilândia; Ibirité; Igarapé; Inhaúma; Itaúna; Jequitibá; Juatuba; Mário Campos; Mateus Leme; Matozinhos; Pedro Leopoldo; Prudente de Morais; Raposos; Ribeirão das Neves; Rio Acima; Sabará; Santa Luzia; São Joaquim de Bicas; São José da Lapa; São José da Varginha; Sarzedo; Taquaraçu de Minas; Vespasiano.

Divulgação

A mobilização social será fundamental para garantir que toda a população tenha acesso às mudanças em relação ao jeito de assistir televisão. Por isso, gestores de Comunicação dos 35 municípios que terão o sinal analógico desligados em novembro participaram, em Belo Horizonte, de um encontro que definiu as diretrizes para o alcance da população em relação às mudanças. “A proposta é estabelecer uma parceria em que o Município disponibiliza os espaços públicos e equipamentos urbanos, como o CRAS, para promover campanhas de conscientização, como a criação de Pontos de Aconselhamento. Em troca, o governo subsidia as ações com material informativo próprio para a abordagem, cessão de veículos para blitz educativa e caravana da TV Digital nos bairros”, explicou o gerente de Comunicação Social, Tiago Teles.

A parceria entre o Município e o consórcio responsável pela digitalização do sinal de televisão também pode garantir a capacitação de antenistas, em cursos voltados para pessoas que desejam ampliar a renda familiar.

Posts Em Destaque
Posts Recentes