Cruzeiro faz três no primeiro tempo, fica com vitória nas mãos, mas cede empate ao Palmeiras

Você até poderia esperar um bom jogo entre Palmeiras e Cruzeiro pela Copa do Brasil, mas dificilmente imaginaria que os corações das duas torcidas batessem tanto durante os 90 minutos no Allianz Parque. A Raposa conseguiu um surpreendente 3 a 0 no primeiro tempo, que, inevitavelmente, fez o mais pessimista dos cruzeirenses já se sentir perto da semifinal. Mas o time paulista conseguiu um improvável empate no segundo e mantém em aberto a classificação.

O time celeste parecia não dar chances aos mandantes e marcou com Thiago Neves, Robinho e Alisson. Um jogo que parecia tranquilo, sob domínio da equipe mineira, mas que tomou novos rumos, iniciados por Dudu, que marcou duas vezes, já na etapa final, e complementados por Willian, que conseguiu a igualdade.

O Cruzeiro classifica-se com um empate de até 2 a 2 no jogo de volta, daqui a quase um mês. Novo 3 a 3 leva a decisão para os pênaltis. O duelo está marcado para 27 de julho, às 21h45, no Mineirão. Voltando a pensar no Campeonato Brasileiro, a Raposa tem um clássico pela frente. No domingo (2), às 16h, pega o Atlético, no Independência. O Palmeiras recebe o Grêmio no sábado (1), às 16h, no Pacaembu.

Imposição celeste

Aos 30 minutos do primeiro tempo, o Cruzeiro já vencia por 3 a 0. O primeiro gol foi marcado por Thiago Neves, aos 6, em rápido contra-ataque puxado por Alisson pela esquerda. Ele encontrou Diogo Barbosa, que cruzou para o meia emendar, de primeira, para a rede.

A Raposa chegou ao segundo aos 19, com Robinho, ao receber assistência de Lucas Romero. Depois, foi a vez de Alisson marcar. Thiago Neves, novamente decisivo, lançou o meia-atacante entre a defesa alviverde. O prata da casa ficou cara a cara com Fernando Prass e tocou sutilmente por cima do goleiro.

Mais do que o bom futebol, o placar assustou os palmeirenses. O técnico Cuca trocou o lateral-direito Fabiano pelo ala canhoto Egídio, com Tchê Tchê improvisado no lado e Zé Roberto indo para o meio-campo. Em meio a isso, a equipe da casa tentava atacar. Dudu, ansioso, às vezes procurava resolver sozinho e prendia a bola. Só conseguiu algumas faltas.

Reação alviverde

Se em meia hora o Cruzeiro fez o placar que parecia dá-lo a vitória, o Palmeiras conseguiu empatar em 19 minutos. Prevaleceu a lei do ex. Os dois primeiros tentos foram marcados por Dudu. O terceiro, por Willian.

Aos 6 minutos, Dudu pegou rebote após chute de Zé Roberto na área e mandou forte no canto esquerdo de Fábio. O atacante voltou a balançar o barbante aos 15, ao aproveitar bola que respingou na área. Aos 19, Willian empatou ao pegar bola mal tirada pela defesa celeste. Ele chutou, a redonda desviou em Caicedo e chegou ao gol.

Posts Em Destaque
Posts Recentes