Minas tem 16.738 notificações de febre chikungunya com 13 mortes suspeitas

Minas Gerais já soma 16.738 casos prováveis da febre chikungunya este ano, o que representa mais de 300% do total de 503 registro em 2016. Há 13 mortes de pacientes com suspeita de contaminação da doença.

Apesar dos altos índices da chikungunya neste primeiro semestre de 2017, os números divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) nesta segunda-feira apontam para uma queda: neste mês foram 289 notificações, média diária de 11,1, contra total de 1.012 de maio, o que representa 32,6 casos ao dia. Já a dengue, embora com registros bem abaixo do ano passado, quando foi registrada uma epidemia, já somam seis óbitos confirmados, além de oito em investigação, de um total de 26.144 casos prováveis da doença.

Publicidade

Os óbitos confirmados este ano são de paciente dos seguintes municípios: Ibirité,Uberlândia, Araguari, Ribeirão das Neves, Capim Branco e Bocaiúva. Não existe uma faixa etária predominante. As mortes ocorreram no primeiro trimestre do ano, coincidindo com o período de maior número de casos. Em 2016, em igual período, somavam 518.535 notificações de pacientes com dengue. Ao final daquele ano, o saldo era de 259 mortes, e 52,4 mil casos da doença. Já com relação à febre pelo zika vírus, este ano são 851 casos prováveis em todo o estado.

Tags: febre chikungunya mortes minas.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

 Alternativa FM