Macarrão consegue saída por mais de um ano para estudo

Condenado a 15 anos por envolvimento na morte de Elisa Samudio, Luiz Henrique Ferreira Romão, conhecido como Macarrão, foi liberado pela Justiça para fazer dois cursos profissionalizantes. Trabalhando desde junho do ano passado como auxiliar de serviços em uma igreja de Pará de Minas, na região Centro-Oeste de Minas, ele agora vai estudar na cidade.

Matriculado no "Instituto Mix de Profissões", Luiz Henrique aproveitou uma promoção e fará os cursos de informática e auxiliar administrativo. Segundo o atestado de pena do antigo braço direito do goleiro Bruno, Macarrão atuava como administrador quando foi preso.

Segundo apurou a reportagem de O TEMPO, Luiz Henrique fechou um pacote com os dois cursos por R$ 1.740,40, parcelados de oito vezes. Ele inclusive já teria quitado duas prestações mesmo antes de iniciar os estudos. O curso de informática tem duração média de oito meses e é pré-requisito para o curso de auxiliar administrativo, que costuma durar nove meses.

A liberação foi concedida pelo juiz substituo da Vara de Execuções de Pará de Minas, Leonardo Vieira Rocha Damasceno, na última sexta-feira (19), e passa a valer a partir desta terça (23).

O magistrado usou um artigo da Lei de Execução Penal que permite a saída do detendo por tempo necessário para o cumprimento das atividades discentes, quando se trata de curso profissionalizante, ensino médio ou superior.

"Posto isso, os termos da fundamentação e em face da documentação carreada, defiro o pedido de saída temporária, autorizando o reeducando a estudar durante o período noturno, em curso profissionalizante, no “im Instituto Mix de Profissões”, no horário de 19h às 22h, de segunda a quinta-feira. Intime-se o reeducando de que deverá retornar à penitenciária, após o período de aula", diz a decisão.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

 Alternativa FM