Mano garante 'outro Cruzeiro' no domingo e mostra confiança para decisão do Estadual

Mano Menezes deu o recado: o Cruzeiro apático visto na vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense, no Mineirão, nessa quarta-feira, no duelo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, ficou para trás. Em entrevista coletiva, ele prometeu que o bom desempenho coletivo do time no empate por 0 a 0 com Atlético, na primeira partida da decisão mineira, será repetido no domingo, a partir das 16h, no Independência, mas agora com chances maiores de vitória. Para ser campeão mineiro no Horto, só um triunfo interessa ao Cruzeiro. O rival joga por novo empate, já que fez melhor campanha na fase de classificação do Estadual.

“Entendo que o jogo de domingo será completamente diferente do que nós vimos contra a Chapecoense. Aliás, no domingo passado já tivemos uma amostragem do que veremos no domingo que vem. Não me preocupo com isso (atuação ruim na Copa do Brasil). É entender bem, recuperar bem. Agora teremos um dia a mais, que é o que se tem de quarta para domingo (...) É pela circunstância. O torcedor do Cruzeiro pode ficar tranquilo, que domingo é outra história (do que foi contra a Chapecoense)”, disse. A finalíssima de domingo marcará a estreia de Mano à frente do Cruzeiro no Independência. Ele sabe da força do Atlético no estádio, mas crê na conquista do seu primeiro estadual em Minas Gerais. O retrospecto recente no estádio é favorável à Raposa: três vitórias consecutivas. Em outros nove jogos anteriores, o Atlético levou a melhor em cinco. Houve quatro empates. “Primeira vez que eu, como treinador, vou jogar contra o Atlético lá. Sei do histórico, mas é outro jogo. A gente também acha que o Atlético tem direito de jogar no Independência. Óbvio que você tem que respeitar o direito dos outros também. Nós temos que saber nos comportar e buscar a vitória lá dentro. É o caminho que pode nos levar à conquista do título. Temos que desmanchar essa diferença. Tenho a convicção de que se o Cruzeiro mantiver o nível de atuação no primeiro clássico, temos condições de ser campeões”, disse. No primeiro jogo da decisão, o Cruzeiro controlou a posse de bola e propôs o jogo diante de um Atlético retraído, com estratégia de segurar o ímpeto celeste. “Faltou só a bola entrar”, analisou Mano após o duelo, ainda no vestiário do Mineirão. Neste domingo, porém, o time azul não poderá mais adiar o triunfo. Diferentemente do que ocorreu nessa quarta-feira, o Cruzeiro deverá ter força máxima no domingo. Contra a Chape, Mano Menezes optou por poupar Leo, Mayke, Hudson, Rafinha e Rafael Sobis, jogadores importantes para seu esquema. Os cinco deverão estar presentes na primeira decisão do treinador como comandante celeste. Há ainda expectativa pelos retornos do lateral-direito Ezequiel e do meio-campista Robinho, entregues aos preparadores físicos do clube.

Posts Em Destaque
Posts Recentes