Goleiro Bruno pode voltar para a prisão a qualquer momento

Procuradoria da República pediu revogação de habeas corpus concedido ao atleta
Os dias de liberdade do goleiro Bruno podem estar contados. Rodrigo Janot, procurador-geral da República, enviou um parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF), pedindo a revogação da decisão do ministro Marco Aurélio Mello, que soltou o atleta em fevereiro deste ano, após quase sete anos de reclusão.
Segundo Janot, o julgamento vem demorando para ser analisado em segunda instância devido à própria defesa de Bruno, que está retardando o processo. O habeas corpus concedido por Mello, deu ao atleta o direito de aguardar o julgamento do processo, que o condenou a 22 anos e três meses de prisão, em liberdade.
Bruno é acusado de assassinato e ocultação de cadáver da modelo Eliza Samúdio, sua ex-namorada, e sequestro e cárcere do filho, Bruninho, fruto do relacionamento com Eliza. Depois que deixou a prisão, o goleiro assinou contrato com o Boa Esporte e vem defendendo o clube nas partidas da Segunda Divisão do Campeonato Mineiro.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

 Alternativa FM